quinta-feira, 24 de setembro de 2009

...

voltei a mesma crise...quando eu penso estar no controle eu falho, pois Ele deve estar no controle. Mas eu quero ter o poder, e ai, é isso que dá...saí, bebi demais, fiz bobeira demais...eu sinto estar fingindo tudo que faço, sinto fingir tudo o tempo todo só pra fugir de mim. O pior é que eu me fecho, num quero falar com ninguém e ai me acusam de chat, de sei lá mais o que...só quero ficar quieta, remoendo o que fiz, quieta, calada, sentada, sem nada.
na estrada da minha vida, procurando meu lugar ao sol, só consegui me afastar dele, só fui capaz de achar treva, solidão, rejeição, dor,...isso me ensinou algo sobre mim mesma, algo muito real, salutar, terrivelmente sinistro: minha natureza é contrária a mim...tenho algume tipo de mal profundamente enraizado em mim que está tomando cada vez mais espaço e poder e controle da minha vida.
nothing I have is truly mine...eu vivo pedaços de historias que num tem inicio definido nem terminam...nao tenho, nunca tive nada de verdadeiro com alguém. I keep people apart, I've gotta this "proeza"...
now I'm feeling small, dirty, ashamed, sinner, lost, whatever else...
...
bye.