domingo, 4 de dezembro de 2011

A noite - últimas atuações de Rebeca DeHoney


Viçosa, MG - Recentemente pode-se ver Rebeca DeHoney em pelo menos três atuações diferentes - embora seus personagens sejam um tanto parecidos. As ùltimas produções foram, como sempre, da série A Noite. O primeiro dessa ultima trilogia é "A noite em vinil" e conta a historia da nossa conhecida personagem, Doida Summer, em mais uma de suas aventuras recheadas de romance, ilusões e decepções, além de boa música, porque, a despeito das atuações às vezes à la dramalhão mexicano, há que se concordar que a trilha sonora é sempre primorosa.
E, em especial nesse primeiro filme, a trilha foi selecionadissima: MPB de primeira linha, com toques internacionais de James Brown e Bob Marley, dentre outros. O cenário é uma festa em um lugar bem alternativo. Doida Summer ganha um ingresso para a tal festa através de uma rádio e, sem os amigos habituais que a acompanham, resolver aventurar-se sozinha. Mas logo que sai rumo à festa, Doida encontra Mãe-d'água (Iara-Arara) e Blue-Haired Girl (Lady Day) e é convidada a estar na companhia de ambas, que trazem mais uma dúzia de amigas. Elas seguem seu caminho e chegam no lugar da festa chamado Galopão.
Para resumir, Doida sobe no palco - não por estar bêbada, se bem que tbm, mas por que fazia parte da festa alguma manifestação dos participantes - e recita uma poesia erótica, mas de forma grotesca. Nisso, ela já estava nos braços de um conhecido seu, que mudara de curso e ela nem sabia, pois até entao, era seu calouro: Mister Good Guy (Leo F. em uma bela atuação). Ele também recitara um poema anteriormente e ambos ganham uma garrafa de vinho branco, que logo descobrem ser da menor qualidade possivel - horrível. Ainda assim, eles partilham o vinho até chegar de taxi na casa de Doida. Mr Good Guy sobe e despede-se de Doida só no dia seguinte.

No segundo longa, "A Noite regada a tequila", Doida se dá mal, pois vai novamente a uma festa sozinha, bebe demais e paga mico, ficando com um cara que se aproveitou de sua momentânea falta de dominio das faculdades mentais e que acabou dizendo, após suas reclamações do possível aproveitamento do rapaz, um F@d@-$& bem na cara. E a pobre Doida ainda ficou com um segundo rapaz, tipo boyzinho, que só lhe deu uns beijos e foi sentar-se junto aos amigos para rir dela, já trêbada, fingindo que sabia lutar e passando mal por causa da tequila. Felizmente, nessa estória, nossa amiga não levou nenhum dos idiotas para sua casa.

O terceiro longa. "A noite: Samara boite", Doida vai a uma boate, a Samara, e lá se diverte com seus amigos, Mister John (Big John),  Linda Girl (Livi) e Pretty Woman (Nay-Nay). Pretty Woman está um pouco alta, disfarçando sua desolação pelo término de um namoro, Linda Girl está normal, mesmo sem o namorado ao lado, e Doida está sem ânimo algum, enquanto Mister John tenta animá-la. No meio da música eletronica e tals, Doida se anima um pouco e vê um rapaz super animado puxar Mister John pra dançar e logo depois abraçar ela e Linda Girl. Logo, o rapaz, que parecia inicialmente interessado em Mister John, beija Doida e os dois se agarram sob a escada, mas nada de+ ocorre. O rapaz some e Doida continua dançando com seus amigos. Lá pro final, o rapaz novamente aparece e beija Doida, sumindo novamente. Ao sairem da boite, Doida liga para Mister Carl (Cacá, em ótima atuação coadjuvante), pega o taxi e todos vão para suas casas felizes. Mister Carl liga de volta pra Doida e diz q logo chegará. Quando ela está praticamente dormindo já, o moço chega. E o resto advinha-se.

Assim, Rebeca DeHoney tem reclamado de cansaço após tantas atuações, mas em todas esteve em seu papel habitual, bem interpretado, mas nem sempre bem-sucedido...

...to be continued ...

...