Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho 31, 2011

Por muito tempo

Por muito tempo, eu me achei única, incrível: não saía de casa e, no meu mundo cor de rosa, tinha absoluta certeza que um dia chegaria o meu príncipe, alguém que me tiraria do marasmo e seria tudo pra mim, me mostraria o mundo, o amor, tudo. Não foi assim...

Por muito tempo, minha individualidade me cegou, me achava única: não conhecia ninguém com meu nome, ninguém que escrevesse poemas, ninguém que fosse boa filha e um exemplo de conduta como eu, ninguém que se interessasse por inglês como eu, ninguém que gostasse do Hanson - saindo do meu mundo, encontrei tanta gente assim e muitos melhores do que eu... a gente vive em um mundo de ilusões em certo tempo da vida, no meu caso foi durante a adolescência não-vivida.

Por muito tempo, me iludi pensando que escrevia bem e minha voz era boa, só precisava ser trabalhada, que eu era mulher que todo homem gostaria de encontrar pra casar. Descobri que os homens não querem casar - talvez lá pelos 40, como já me disseram alguns, pr…