sábado, 13 de novembro de 2010

indagações inúteis

como é que o mundo continua a girar com todos os meus problemas no ar? como é que todos continuam a festejar com toda minha tristeza a pairar? como é que o som tá alto, a cerveja tá gelada, a galera animada, se eu to aqui internamente em mim, sem nem piscar, pestanejar, descansar, relaxar?

por que o mundo continua, por que?
por que ele continua a ir nas festas, a beber, a rir, se divertir, se eu to aki assim largada, ferida, constrangida, maltratada? como assim ele nao se importa mais, como assim, COMO???

e por que eu ainda me importo tanto?..meu Deus, por que?

por que essa minha raiva-revolta interna?

porque ele nunca foi meu, por que, por que?? e por que , ao contrário, sempre serei dele, sempre?

por que aquela beleza assustadora estampada em seu rosto continua a brilhar, a conquistar, a conseguir, enquanto o tempo estampado na minha cara me envelhece, entristece, esconde e antisocia?

por que que o mundo continua então, por que, por que?