Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio 2, 2012

Aos meus irmãos

Era uma vez um menino que nasceu ruivinho, pequenino, grandes olhos atentos. Tinha duas irmãs e um irmão, que o adorava no início mas, logo que cresceram, estabeleceu-se o conflito. Os dois eram bem diferentes: o mais velho moreno, sério, chatinho, reservado. O ex-ruivinho era branquelo, cabelo liso, alegre, debochado. Cresceram brigando mais do que brincando, e a irmã mais nova, que era mais velha que os dois, entrava no meio e brigava também. Brincavam de tudo juntos: cabana, trailer, corre-corre, esconde-esconde, coisinha pequena, brincadeiras comuns e inventadas. A irmã apegava-se ao menor como se fosse uma segunda mãe, e os conflitos foram crescendo entre os três.
O menino ex-ruivinho, aos 19, para não tanta surpresa assim de todos, foi pai. A irmã já não estava ali para pageá-lo, o irmão não ligou, a outra irmã acolheu as crianças, hoje com 2 anos. Sim, as crianças, um casal de gêmeos.
O menino hoje completa seus 21 anos. Trabalha e mal pára em casa. Parece irmão de seus filhos. M…