quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Finados


Dia estranho...
Perguntaram pra mim se ia ao cemitério,
respondi tenho medo, e porque eu iria lá?
Hoje é o finados, tem que rezar pelas almas,
se você não rezar, as almas saem andando entre tapas e beijos...

Bom, brincadeiras à parte, realmente me perguntaram se eu nãi ia ao cemitério. Disse que não, pois quem morreu, morreu, acabou. Não posso fazer nada por quem já foi pra lá. E eu nem sabia que as pessoas iam ao cemitério hoje. Perguntaram também se eu não ia rezar por meus pais. Queeeee?? horrorizei: eles estão vivos, graças a Deus!

A morte é uma coisa estranha mesmo. Não era pra acontecer, Deus nos criou pra estar perto dele pela eternidade, mas aí entrou o pecado, etc, etc, o resto a gente já sabe. Quando penso que vou morrer, tenho medo também: como vai ser, quando, pra onde vou quando reabrir os olhos. Morrer é muita violência, é ser tirado dos seus, é... quase que contrário a natureza. Mas, usando um clichê, é a única certeza que temos.

Nesse dia especialmente, meu pai, obrigada por estar viva. É um milagre no mundo de hoje.

Bye.

...