quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Love is blind

Eu não enxergo além de ti
você me mostra a sombra e a escuridão
eu só vejo dia claro de sol
vc me mostra tempestade de areia no deserto
eu cubro os olhos
passou...
e vejo de novo um oásis

Eu não enxergo além de ti
vc se mescla e se mistura
se diz comum
e eu te acho, inconfundível
você se vai e me bate a porta
eu vou, abro a porta, sorrio pro nada
passou...
você só está invisível

Eu não enxergo nada além de ti
cega de nascença
me pergunto
até onde vai minha ingenuidade...
foi até hoje,
vai ser ainda até ontem...
não passou...
você tá guardado.

Eu não enxergo
e o não ver me faz querer estar mais perto
eu não entendo
e nao saber é perigo
eu não cobro e eu não nego
eu tenho cor, raça e coragem
eu tenho fé
e vejo miragem
e sou, ah! quanto sou
pura ingenuidade
love is blind...
é toda a verdade.

R.Mel