Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2015

O Mal

O Mundo anda tão mal, querida
que é melhor ficar na sombra
à sombra
sem lugar ao sol
na varanda
de manhã passando mal
de tanto ver o mal
que do mundo
fizemos.

Sim, fizemos e fazemos todos os dias, sempre.

O cara atirou nos filhos gêmeos de menos de dois meses.
A menina que não queria engravidar jogou o filho recém-nascido por cima de um muro, na casa do vizinho.
A mulher da van esqueceu a criança dentro do carro, o pai esqueceu a menina, a mãe esqueceu o menino.
O bebê no carro, sem cadeirinha, foi arremessado numa batida.
O promotor levou três tiros a queima roupa.
O cara levou uma facada na cabeça.
A menina de nove anos sumiu de casa porque sofria bullying.
O cara matou a moça que não queria mais saber dele.

Ah, minha querida, eu conheci a moça. A Carol. Ela que não nasceu ela, escolheu ser moça, escolhe ser Carol. Uma judiação. Chorei com o Folha da Mata na mão.

(continua...)

À procura de um like - nove anos de blog

os três momentos mais felizes da minha vida :) 

Descobri que estou há nove anos "no ar" com este blog. Claro que, quando comecei, escrevia como se fosse um daqueles diários de papel que tive na infância - guardo-os até hoje. Depois fui me aprimorando. Até mudei um pouco o layout, uma cor verde vibrante enfeita o quadrinho que vem depois de cada postagem, na busca desesperada de um comentário, um like, um "interessante". Esperemos.
Hoje vi uma reportagem sobre empreendedorismo. Não sou empreendedora, mas tenho ideias, coisas legais que me passam pela cabeça, mas não sei concretizá-las. As minhas velhas desculpas já não colam mais nem para mim mesma: falta grana, falta tempo, falta lugar, falta isso e aquilo... não; falta é algo a mais e nem sei o que. Exato: falta essa qualidade empreendedora. Isso me faz falta, me deixa um pouco para trás.
Semana do carnival vem aí e eu e a trupe - leia-se eu, marido e filha - viajaremos para São Paulo a fim de ver minha família. …