segunda-feira, 11 de abril de 2011

Vida


Retomei as caminhadas, terminei Clarice, GH. Uma preguiça tão grande hoje que ao invés de dormir 15 minutos, dormi uma hora agora há pouco. A segunda-feira começa e eu não começo. terminei Clarice, como já disse. E essa é toda a parted do horror de um começo: no primeiro dia útil de uma semana você termina um livro. Bom ou mau sinal? de quê?

Disse o vidente do facebook que eu me caso aos 21. Bom, considerando que eu tenho 27, hãn... não entendi. 2+1=3? Mais 3 anos e eu caso? Aos 30? Era meu plano. Com Klaus, Santa Klaus? um homem de mais de trocentos anos? Uma lenda? Eu sou a lenda porque viver, Clarice me disse, é isso aí mesmo. É provar o gosto das mais inóspitas coisas, é saber que o que há é o que há, e tudo aí está, já realizado. A gente só tem que viver, e isso é tudo, e isso é muito. Viver é ver uma tragédia numa escola e começar a pensar que se vc também não se cuidar, mente e corpo, pode fazer a mesma coisa... ou mesmo seu irmão... aí eu comecei ontem a ligar pra casa pra falar com mamis... mas não me atenderam.

A vida já está e dá uma preguiça... eu aceitei que o golpe da graça de um amor-paixão não é pra mim. Mas acho que ainda vou viver "novas" experiências; digo "novas" porque são esperiências com homens, e homem tudo faz a mesma coisa, então só serão novas pq serão homens diferentes. Ponto. Mas tem aquela esperazinha lá no fundo: vai que dá certo...

Felicidade impera. Engraçado, assim, sem sentido. Perceberam que tento imitar uma escrita mais livre tipica de Clarice. Quem sou eu... estilo dá na vista, denuncia. Meu estilo, mais poesia.

Acordei bem. Semana cheia, como todas sempre são. Estou preocupada, sem tempo, sem dinheiro. Não durmo muito, sempre muita coisa a fazer. Bom que me ocupa, mau que me cansa. É a vida. É isso aí. Bye.