quarta-feira, 27 de julho de 2016

O tudo de Deus


Voltei hoje de Viçosa, onde estive por 10 dias. Foram dias bons e cansativos ao mesmo tempo e, na volta, passei mal na vagem, mais por estresse do que por coisa física, creio. Quando se está em família, sempre rolam estresses... Bom, mas sem muitos detalhes, estivemos com os avós paternos da Lidinha, fomos à roça ver os demais parentes, comemos frango com quiabo, churrasco, refri, pudim, mais churrasco, mais almoços. O povo do campo sabe viver, apesar de ser um povo bem cismado, digamos. Os ares do campo me fizeram bem. E me fizeram mal. rsrs, just me... 
Voltei pra casa e comecei a falar com Deus e Ele me enviou uma palavra direto no pensamento: Porque para Deus nada é impossível... e depois me veio: e se conseguíssemos viver o tudo de Deus? Nada e tudo são conceitos muito amplos e abstratos para a psiquê humana, porém para que possamos usar estes conceitos, delimitamos dentro de um contexto, por exemplo, posso tirar uma nota de 50 reais do bolso e dizer, isso é tudo o que tenho; ou dizer que durante a minha infância, nada me faltou, e assim por diante. Pode-se dizer que tudo e nada são exemplos de hipérbole, um exagero conceitual. Bem, mas Deus está acima disso. Imagine um ser superior com TODO poder, TODA sabedoria, TODAS as riquezas, TUDO  em suas mãos. Ficar sem Ele seria o NADA, contrário desse TUDO  divino. Mas se a nossa mente não alcança isso, como poderíamos saber o que é viver o TUDO  de Deus? Ele mesmo nos desafia:
 
Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o Senhor dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes.Malaquias 3:10


Claro que viver o tudo não diz respeito apenas a prosperidade financeira; não! é muito mais! É a satisfação plena da alma, a paz de espírito, o entendimento total de si mesmo e do próximo para que possamos cumprir os dois principais mandamentos que Jesus deixou: amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo! Como alcançar esse amor? Com certeza isso não viria de nós mesmos, mas somente de Deus! Assim, para sermos santos como Ele o é, necessitamos viver seu TUDO, nos entregar em suas mãos, todas as áreas de nossa vida. Isso não requer outra atitude a não ser a de orar entregando-lhe tudo, o nosso tudo que é pouco, mas de que Ele se agrada imensamente, pois vê obediência nisso. Nada do que Ele nos propõe, então, é difícil ou quase impossível de cumprir, desde que estejamos debaixo da Sua proteção, desde que façamos a entrega da nossa vida a Ele de coração. Ele ordena e imediatamente nos fornece a capacidade de cumprir o que ordena. Não é maravilhoso? É perfeito! Assim, então, viveremos o TUDO dele. mas voltamos à pergunta inicial: o que é esse TUDO?  Cumpra o desafio que Ele deu e descubra!



Agora, querido, não queira descobrir o NADA porque sem Ele, nada somos. NADA! Mas tratarei do NADA numa próxima oportunidade. Bye!