sexta-feira, 20 de agosto de 2010

really brilliant life

ai essas minhas crises...


de repente hoje comecei a pensar quão árdua é minha tarefa com a turma do cursinho: tem alguns alunos que já tem noção de inglês, outros que nem saabem por onde passa...se eu vou pro be-a-bá, muitos ficam entediados...se eu levo um texto, como hoje, muitos reclamam que não sabem o básico...o que fazer? Dai, comecei a pensar na turma do celin, ambas as turmas em que dou aula for free...e ai pensei meu Deus to sem fonte de renda, meu Deus, e quando meu dinheiro acabar, como vai ser, de onde vou tirar? Estou dando aulas de redação, mas ainda nao recebi nada, e será muito pouco.

Não quero querê-lo mais...mas hoje fui ao escritório dele, duas vezes...não o encontrei. Na minha cabeça, a desculpa era dar um abraço de aniversário, já que provavelmente não o verei no domingo, que é o dia mesmo. Mandei mensagem agora, mas ele nao respondeu. Ainda não...espero que responda.

As meninas se mudaram hoje. levaram a geladeira e o butijão de gás...sim, estou mesmo na pindaiba agora, começando a me desesperar e deprimir de novo...sei que não posso ficar assim, mas eh muito forte, e nessas hora quero alguem, quero me agarrar a alguem, e não tenho em quem, entao me agarro à lembrança dele, às lembranças...ja faz quase três meses, mas ele ainda ronda meus pensamentos.

Depois que sai hj da aula no cursinho, passei na padaria, comprei pão, uma coca zero, mussarela e...hesitei, mas um cigarro peguei também. Acendi no DCE...lá estava meu calourinho...não sei se ele me viu fumar. Nossa, hoje foram dois cigarros: achei um à tarde, fumei no Itaú. Esse da noite, no DCE. Lugares significativos de lembranças. O que mais me incomoda é saber que amanhã ele vai num super shpw aqui em Viçosa, vai lá se acabar, vai ficar com alguém, talvez acordar com esse alguém e...nao, nao, ainda não consigo me conformar, aceitar que não estou com ele. Estou me segurando para não escrever o email agora que pretendo escrever na primeira hora do domingo. Me segurando muito.

Queria não me segurar...talvez eu esteja perdendo muita coisa assim. Não sei, não sei o que é melhor ou pior. Fikei por muito tempo insstindo com ele pra repensar, voltar atrás (muito tempo? axu q nem tanto quanto deveria!), mas ele nada, irredutível. Será que toda akela explicação bem elaborada era só pra me dar um pé na bunda com amortecedor? Doeu do mesmo jeito...de certa forma, já me conformei, mas sempre fico nakela: uma lembrança daki, uma lágrima dali, muita saudade everywhere.

Odeio a tecnologia...ele me dispensou pela net, pelo msn. Isso é no minimo ridiculo...e manter relacionamentos assim também é muito estranho. tempos modernos... mas a tecnologia me salvou. Sem crédito, pude mandar uma mensagem para ele via internet. Amo a internet ao mesmo tempo.

Amanhã vou dar um jeito nessa casa, que tá uma sujeira só. Talvez eu me aliene e transcenda o ser, alcance o nirvana, sei lá...my life is brilliant, really brilliant. good night.

O homem perfeito

criarei o homem perfeito...e já arrumei a cobaia mais linda e perfeita!!! hahaha...pior q ele já criou strong feelings in me: ja to paixonada por ele, Bryan Matheus, meu fofo, meu lindo, meu bebê, meu binhozinho da tia!! te amo amoreco!!
aaaaaaaaaaah! q lindo!
saudades...
tia ama neném!!
Big bju bye, gut gut...
hahaha
the perfect man project ...
hahhahahaha...!!!
Bye.