quinta-feira, 3 de maio de 2012

No pain - and money - no gain...


If you ain't got no money take yo' broke ass home
Se tu num tem dinheiro leve seu traseiro falido pra casa
(Glamorous - Fergie)

Como se não bastassem meus problemas emocionais, me deparo com mais alguns obstáculos financeiros, e eis que concluo que deveria eu ter feito odontologia ao invés de letras. Para extrair 3 sisos (é assim que escreve?) são R$360,00, R$120,00 cada. R$85,00 manutenção mensal. Eu estaria rica assim, com certeza, bem melhor de vida, talvez melhor de amores e amigos... Saí do dentista e pensei nas minhas demais dívidas: celular, banco, aluguel, alimentação, meu pai, como vai ser? e sentei e chorei, de soluçar. Pensei em inventar alguma desculpa pra não ir trabalhar, mas pensei melhor e lembrei do quanto trabalhar me faz bem, me distrai, me repõe as energias. Fui e ainda vou mais à noite. Pensar em quem pode estar pior do que eu não me ajuda, pelo contrário, me faz sentir ainda pior. Pensar nas crianças e pessoas passando fome no mundo, morrendo, sofrendo abusos e maus tratos, animais também. Aí abro o yahoo e vejo um protesto bem protestado contra o uso de animais em testes de cosméticos. Maltratar quem nem sabe se defender é muita crueldade. Não aguento pensar nisso porque nada posso fazer por muitas e poucas razões. Tudo são desculpas, mas agora preciso achar um meio - miraculoso! - de me livrar de tanta dívida. E dos meus sisos que, coitados, mal nenhum fazem a ninguém, mas parece que fazem à minha dentição, então... mas me livrar deles sem tanta dor - na boca e no bolso.

 Eu queria ser um animal, talvez moresse mais cedo, assim, por tortura, sem saber de nada ou entender nada. Seria melhor ou pior? melhor nunca ter vivido certas situações ou estar sofrendo por ter passado nada ileso por elas?

Tudo é dinheiro nessa vida. Namorar alguém em melhor situação que o anterior ou que vc mesmo é bom, é muito (in)justo né... Fatos, vida, loucuras minhas, não vou parar tão cedo meus questionamentos, e quem se importa?

Sim, eu tõ de TPM e meus sentimentos estão avultados, mas são verdadeiros, só um pouco mais intensos. É isso a minha vida, é tudo isso. Mas comno disse Doctor House, segundo o FB: "Se quer mesmo ser feliz, vai ter que aprender a ignorar muita coisa". Lição difícil, missão quase que impossível pra mim, pois não acho justo. Não mesmo. Bye.


...