Pular para o conteúdo principal

Postagens

A solidão do professor

Pouco se fala sobre um sentimento que por certo atinge o professor: a solidão. Fala-se em valorizar o profissional, em melhorar salários, em aperfeiçoar a formação, capacitar sempre mais. Não se lembra que é uma profissão que precisa de cuidado psicológico. Você briga com e contra os alunos muitas vezes. Você tenta abrir suas mentes para o novo, o velho, fazer as conexões, entender, aprender. E tem hora que parece que a gente desiste. Que quando vem um comentário altamente crítico ao seu fazer, desmoronamos. Poxa, tanto esforço pra nada!? A falta de retorno positivo, de um elogio, um abono, uma promoção é deprimente. Desgastante. Falta retorno do aluno também. Pelas provas, nada sabemos. Não conseguimos tampouco estabelecer uma relação ais próxima com cada aluno. Nenhum deles vem e diz, "nossa professor, aprendi tanto na aula de hoje!" (pode ser que algum faça, na faculdade talvez). A gente tem que advinhar as dúvidas, o que poderia ser mais dificil ou não, e segue o ritmo …
Postagens recentes

Carta pra Deus - part II

... políticos. Ah senhor! Aquele pessoal que deveria gerir a renda do país da melhor forma a fim de ter igualdade entre todas as pessoas e o que fazem atualmente e, desconfio, desde sempre, é exato o contrário! Tem salários altos e auxílios estúpidos e ridículos, dos quais poderiam - e deveriam - abrir mão sem dificuldade. Mas não. Eles desviam o que deveria ir pra educação, salários de servidores, saúde, serviços básicos.  Quando grandes empresas quebram, eles lhes perdoam as dívidas e reorganizam os ganhos dos pobres, isto é, deixam o total de vantagens cada vez menos vantajoso. Senhor, está escrito em tua palavra que toda autoridade é constituída por ti, Senhor, mas aí a gente olha pra esse povo que aí está e não consegue acreditar que são de ti!! Ex-presidente que nos anos 90 sofre impeachment é senador atualmente; deputado caçado pela interpol, e que não pode abandonar o país,tá aí sem ser preso por doenças da velhice; enfim, não aumentarei ai da a lista, oh Pai, pois dói-me pen…

Carta pra Deus - part I

Querido Senhor Deus,

Gostaria de lhe avisar que seu Projeto Humanidade não deu certo. Deu ruim. Pifou. Faliu. Desculpe começar essa carta assim e, claro, eu sei que o Senhor é onisciente e sabe de todas as coisas, porém como o Senhor ordena em sua Palavra que oremos e nos comuniquemos contigo, creio que o Senhor quer que eu lhe dê o meu relatório-humanidade-atual, o meu parecer, o meu ponto de visa, já que parece, novamente por tua Palavra, que o Senhor se importa com meus sentimentos. Pois bem, dito isso, passo a relatar o que vejo que deu tão errado assim, tipo TUDO. A indústria de alimentos: Ah, a alimentação! O Senhor se lembra quando nos criou? Adão, depois Eva... aí o Senhor disse o seguinte: "Eis que vos tenho dado toda a erva que dê semente, que está sobre a face de toda a terra; e toda a árvore, em que há fruto que dê semente, ser-vos-á para mantimento." (Gênesis 1:29). O Senhor nos deu a alimentação natural, a melhor que possa existir, com toda variedade de frutos…

Mente sã (sqn) corpo nem tanto

Acho que a crise continua, uma crise pessoal e intransferível. São tantos caminhos e afazeres que enxergo na minha frente que é difícil focar, e, uma vez focado, o medo é ter focado em algo não tão importante ou possível e passível de realização. Então o medo se instala e me paralisa. O medo nos faz isso, aleja, quebra as pernas, desnorteia e confunde. Saídas, muitas vemos, mas ele, o medo, rodeia ainda mais na hora das escolhas. 
Comecei bem o 2018, mas quando ficamos parados demais, a preguiça vem de um jeito que é difícil reagir. E essa minha mania de olhar os empecilhos e ... outro dia li na minha bíblia da mulher que é preciso largar a auto-justificação e o orgulho. Bingo! Cada palavra que tenho lido das sagradas escrituras vai direto pra mim mesma; não é o outro, sou eu que tenho que melhorar, sempre. Não tenho que olhar para os outros ou as dificuldades, já que não foram elas que me trouxeram até aqui. 
Mestrado. Especialização. Viagem internacional. Teologia. Formação. Dinhei…

Construindo a vida

Ontem assisti ao documentário Food Choices, na netflix. Foi mais um motivador para que eu largue de vez o hábito de consumir carne. Muitas das informações contidas ali eu já tinha ideia, mas outros questionamentos do narrador são exatamente os mesmos que tenho, e que foram amplamente respondidos. Ao terminar de assistir, temos a sensação de que,  se queremos este tipo de mudança que começa no prato, temos que remar contra a maré, parecendo que não vale a pena. Tem muito dinheiro envolvido nas industrias de carne e laticínios e na farmacêutica também, que atinge inclusive a preparação e formação de médicos nas universidades. É uma rede sórdida de lucro. No final das contas, mesmo sabendo que tudo está errado, essas grandes indústrias lucram muito e o que importa para eles é isso, o lucro, doa a quem doer. Dói na gente e sobretudo nos animais. 
Lendo a Bíblia hoje, encontrei até embasamento para uma dieta natural: quando Deus criou o mundo, disse ao homem :  "...Eis que vos tenho d…

Retrospectiva 2017

Assisti a duas retrospectivas de 2017 hoje, pois ontem estive na igreja e depois fomos para a rua ver os fogos. A pequena não gostou muito por causa do barulho. Gosto de saber, de rever, relembrar, e saber que graças a Deus sim, temos mais um ano a construir pela frente. São muitas coisas a consertar, e, já que não posso exigir a mudança no outro, que comece por mim!


 Hoje comecei a ler o livro que ganhei de uma aluna, "A progressão da vida divina", com textos bíblicos diários a ser lidos. Nos últimos tempos, voltar-se para o cultivo da vida espirtual, fé, oração, leitura, tem sido quase que obrigação por tudo que a humanidade tem passado. Pois só com algo divino é que podemos contar, e uns poucos amigos e família. E por isso o inimigo tem tentado destruir famílias de todo jeito, como já estava escrito. Nosso único consolo e esperança está nele e em sua palavra, não há para onde correr, ainda que o ser humano se mostre bom em alguns momentos. Enfim. Mais um ano para caminhar…

Story of my life

Nunca senti que tenho sorte.
Sinto que talvez se algumas coisas que parecem coincidências, não tivessem me acontecido, aliás, me encontrado, não seria quem sou. 
As coisas me encontram. pessoas? Dificilmente...
Quando a minha vida deu um grande salto pela primeira vez, o marco foi a morte de minha avó Cecília. tentando entender minha trajetória, porque não sabemos onde pode ser a próxima curva para baixo... A partida de minha avó levou a São Paulo meu tio, nem a tempo do velório, mas fez-se presença lá. Aproveitou a estadia de apenas um dia para chamar-me a famigerada Universidade Federal de Viçosa. Tinha lá meus 22 anos. Fiz inscrição o vestibular, nada de ser chamada... No ano seguinte, novamente lá fui, fiz prova no Anglo da Liberdade e ... vigésimo lugar!! Fui para a nunca-ouvi-falar-Viçosa. A cidade que mais me trouxe alegria me devolveu um coração retalhado, escaldado, cheio de cicatrizes nada boas, mas aprendizados. E a dona poderosa UFV me cuspiu pra fora sem eira nem beira. …