Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2012

Agir e não Reagir

"E o que foi semeado entre espinhos é o que ouve a palavra, mas os cuidados deste mundo e a sedução das riquezas sufocam a palavra e fica infrutífera" (Mateus 13:22) E o que foi semeado entre espinhos é o que ouve a palavra, mas os cuidados deste mundo, e a sedução das riquezas sufocam a palavra, e fica infrutífera;
Mateus 13:22"E E o que foi semeado entre espinhos é o que ouve a palavra, mas os cuidados deste mundo, e a sedução das riquezas sufocam a palavra, e fica infrutífera;
Mateus 13:22 E o que foi semeado entre espinhos é o que ouve a palavra, mas os cuidados deste mundo, e a sedução das riquezas sufocam a palavra, e fica infrutífera;
Mateus 13:22 E o que foi semeado entre espinhos é o que ouve a palavra, mas os cuidados deste mundo, e a sedução das riquezas sufocam a palavra, e fica infrutífera;
Mateus 13:22 E o que foi semeado entre espinhos é o que ouve a palavra, mas os cuidados deste mundo, e a sedução das riquezas sufocam a palavra, e fica…

Sobre a culpa e Amy e a Holanda

Ontem fez um ano da morte de Amy Whinehouse. Ouvi duas músicas dela que parecem ilustrar sua vida: You know I'm no good e Stronger than me. As letras vão do "te avisei que não presto" a "você devia ser mais forte que eu!", sem esquecer de Rehab, em que ela disse não à reabilitação. Mas na vida real ela parecia querer se reabilitar. Algumas vezes. Ou não. Who knows?
O caso é que tudo isso me fez pensar em culpa. No clipe de You know I'm no good, o cara briga, acusa, mas ela não reage, tipo, "isso sou eu, meu bem, eu te avisei, fazer o quê" ao mesmo tempo em que aparece uma pontinha de tristeza e culpa em seu rosto.
Somos culpados sim, por tudo que nos acontece, de certa forma. Eu sinto isso acho que de forma exagerada, uma culpa por ser o que se é. Culpa no sentido de responsabilidade, ressalvadas as diferenças. Porque culpa é a sensação de peso por ter feito ou não algo que se julga errado. Responsabilidade é você realmente ter provocado a situaç…

A gente somos inútil

Novas músicas são a coisa melhor do mundo, umas das. Quando se descobre um músico novo, ainda que ele tenha sido já descoberto pela mídia anos ou meses antes, a gente tem aquela sensação de fazer parte do que ele canta, daquele mundinho. Eu descobri!, é a sensação, a sensação de descobrir o Brasil, quase. Todo mundo se interessa por música e aí começa a instauração da minha inveja, dor-de-cotovelo, whatever.What about poetry?
Ninguém diz, nossa, li uma poesia cara, muito boa, vou baixar pra vc depois, vc tem que ler! Eu sinto que meu trabalho é inútil e imagino que esse seja um sentimento expeirmentado por Van gogh, por pintores, cantores, dançarinos e autores que não tem um grande público, um  grande alcance. Sim, eu gostaria desse grande alcance um dia, aliás, ainda agora. Eu sei que escrevo, e adjetivos ficam por conta de cada um. 
Tem o problema das caixinhas de comentário também. Quantas vezes li coisas, gostei, mas sequer dei um curtir ou fiz qualquer comentário... Nessa era te…

Aos amigos, com atraso

Esquecendo um pouco o buraco n'alma que novamente quer me sugar, eu lembrei do dia do amigo. Sim, foi ontem e escrevi umas mensagens para os meus. Agora há pouco, lendo um blog, me deparei com um texto sobre amigos que me fez lembrar de alguns que não estão mais por aqui, perto de mim, mas que tiveram sua significância.
Lembro de alguns nomes do meu tempo do jardimme do pré, quando eu queria amiguinhos mas nunca sabia como me aproximar ou o que fazer. Aí não fazia nada. Tinha a Verônica, a Luana, o Caio. Aí tiveram as primeiras amizades: Maria Quitéria e Anita. A Quitéria era uma moreninha falante e engraçada, se bem me lembro. E a Anita, oposto. Uma branquinha séria, quieta, que não falava por opção, exceto comigo e com sua mãe. Depois veio a Daniela, que tentou me roubar a Anita, mas não soube lidar com seu gênio peculiar e acabou levando a pior, literalmente. Daniela, filha da Janete e irmã do Guilherme. Se estiver por aí, dê um alô!
Na escola, tive amigos meninos na maioria …

A vida dói

'Cause there'll be no sunlight
If I lose you, baby
There'll be no clear skies
If I lose you, baby
Just like the clouds, my eyes will do the same
If you walk away
Everyday, it will rain, rain, rain

Me arrumo por fora, comprei muita coisa nos últimos tempos: a jaqueta de couro, calças jeans, lenços, blusinhas, casacos, sapatos e sapatilhas, acessórios, make, enfim... Estou bem. Por fora. Aparência é tudo nesse mundo. Mas hoje acordei com os olhos inchados e eles foram lavados de dentro pra fora assim que os abri. A vida dói. 
A vida dói
como um recurso num tribunal de causa
que não dá o devido retorno,
a indenização esperada,
o fgst, a pensão, a aposentadoria
do coração.

A vida dói em si
como quando se sente uma dor insentível
que não está lá, no físico
mas está lá
no coração

Não no miocárdio, mas no coração
na razão de não ser quem se é
na vida que dói
uma dor lancinante que pesa
e dói
e acaba com o dia.
é... a vida dói
e a dor me inspira

Estou um tanto sem chão. A algum tempo atrás,…

Cupido

"Você me tirou pra dançar
Sem nunca sair do lugar
Sem botar os pés no chão
Sem música pra acompanhar..."

Ik hou van je*

"Ik hou van je", ele me disse. Eu que comecei, disse "Je t'aime, te amo, I love you" mas ponderando que não estava in love, mas ainda in love somehow. Ele me disse todas as pessoas na sua língua: Ik, etc etc... como em inglês, I, you, he, she it, we, they... Mas não lembro. Lembro da sua voz macia e meu ouvido atento, meus olhos contemplando seus lábios.
Lembro que hoje vi uma ex pessoa na rua, o que me fez lembrar de muitas ex-pessoas na minha vida. Não que tenham deixado de ser pessoas, mas perderam alguns traços que eram tão familiares, o que automaticamente fez com que perdessem algo próprio de ser uma pessoa, ao menos pra mim, agora, nessa categoria ex. Não sei se dá pra entender isso, mas também é como tentar explicar o que senti ou que sinto... ou como tentar explicar, como tentei explicar para minha priminha de segundo grau de 6 anos, por que meu cabelo é cacheado. Disse a ela que Deus criou todos diferentes, porque "Imagina só se todos fo…

Nederland

Essa coisa de conhecer gente nova é um problema e uma benção. E assim foi pra mim esses dias. às vezes a pessoa vem de longe demais, outra vida, outro mundo. E ela vem só pra mostrar que você ainda está viva, ainda é gente, é especial, é bonita, é alguém. E ela vem também pra te mostrar que existe gente tão boa nesse mundo e nem é preciso ir tão longe, mas é preciso estar atenta... e também é preciso, além de saber viver, que se saiba dizer adeus. Ou até logo.
É bom. De repente parece uma coisa que é como a paixão, mas é a euforia de estar diante do novo. Curtir o novo, saborear os momentos, sem necessariamente ter a promessa do amanhã, porque às vezes não tem e pronto. 
Férias abençoadas. Tem hora que a gente tem que tirar férias para o coração também. Parar um pouco de inventar paixões, de procurar deseperadamente algo no outro que só se acha em si mesmo.
Férias duplamente abençoadas. Minhas leituras tem sido boas, eu diria focadas em literatura cristã, mas andei lendo contos de M…

Os mistérios que há

Foram duas partes bastante distintas do meu dia: primeiro na igreja onde sei que Ele me viu e falou comigo. Novamente aquela sensação de que eu tinha que estar lá, hoje, de manhã, exatamente na hora mesmo que cheguei, atrasada. E odeio atrasos, mas ultimamente pra ir a certos lugares, não tenho pressa. Nem pra encontrar certas pessoas. 
Depois a decisão de almoçar na rua mesmo, e depois vir a UFV acessar a net... ai resolvi fazer hora porque o laboratório de informática ainda não abrira. Fui à livraria e me deparei com um livrinho fino com alguns contos de Machado de Assis. Abri o livro. O nome dele estava lá, não o de Machado, mas o dele, dele ainda. Não resisti, comprei o livro.
Era uma história trágica em trio: C, R e V. V casado com R, que tem um caso com C. V aniquila os dois. Tudo que senti sabendo deles juntos voltou nas partes em que se narrava o amor dos dois. Tudo que eu queria ou pretendia na minha ilusão fazer, V o fez por mim. Pensei em abrir o (segundo) texto de hoje c…

O que falta, ainda

Férias. Tenho dinheiro, mas também muitas contas a pagar. Hoje mesmo saí com 200 e foi tudo embora... Planejo ir a Petrópolis nesse fim de semana, depois semana do fazendeiro, depois um casamento, depois São Paulo. Ah, e ainda tem a possibilidade de Ouro Preto.Mandei os documentos para a avaliação de títulos, agora só aguardar. Sinto faltas. Estou só em casa, ouvindo músicas e tudo que quero é companhia. As músicas regem algo dentro de mim que sintaxe nenhuma pode. Não sei, mas falta sempre algo. Falta tranquilidade, despojamento, coragem, mais cara de pau talvez. Isso eu tenho mas só sob efeito etílico.
Sem tv, sem net em casa, vou levando... porque eu nunca sei o que fazer? sei la... pois é... Nunca me senti tão só nessa fase da vida... parece que estou perdendo todo mundo, metendo pés pelas mãos, enfim, uma revolução gradual, cada dia é uma coisa. Parei de contabilizar o mal de cada mês, enfim estamos no meio de 2012... passou rápido. Realmente começou muito mal pra mim, mas vej…