sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Semana do Fazendeiro


Eu te louvarei, porque de um modo assombroso, e tão maravilhoso fui feito; maravilhosas são as tuas obras, e a minha alma o sabe muito bem. Salmo 139:14

Eis que chego em casa e tem uma galinha no muro. Sim, uma galinha. Ainda acho estranho encontrar galinhas e cigarras na cidade, apesar de que até em São Paulo já vi e ouvi galináceos. Bruno espantou ela pro outro lado. Minha gata deu uma miada esquisitíssima quando cheguei, acho que de fome, saudade, dor, sei lá. Ela está prenha e deve ter mais de 5 gatinhos dessa vez. Acho lindo demais, amo filhotes, amo animais. Eu tô "prenha" de uma só, mas estou como a Calabresa, só cansaço e sono e dores. Hoje fomos aproveitar a programação do último dia da semana do fazendeiro. Fomos assistir a um filme que eu tava querendo ver a vida toda, Tempos Modernos, com Chaplin, muito bom. Pena que as pessoas não valorizam essas coisas, essa arte antiga e tão moderna do cinema. Na sessão, havia 4 idosos além de mim e Bruno, que ainda não somos rs... Passamos depois na feira de roupas e artesanatos e coisinhas, só gastamos com comes e bebes mesmo, e como gastamos! Temos gastado também com as coisas da baby, não muito, porque já ganhei muita coisa da família do Bruno. Gastamos esse mês com banheira e berço. 

Tenho pensado no depois: amamentação, voltar ao trabalho, como estarei. Eu não tinha me dado conta do peso que já ganhei até experimentar - tentar! - meu vestido de formatura de dois anos atrás. Ele não entrou, e olha que tem elástico nas laterais pra facilitar. Tenho um casamento para ir em dezembro e ainda dizem que a gente não desincha muito logo não. O jeito vai ser algo mais largo pra vestir, mas bonito porque serei madrinha! E voltar a trabalhar, nem sei... estamos fazendo planos de mudar para BH e se fomos mesmo logo depois da minha licença-maternidade, quero ficar um tempo com ela. Posso trabalhar em casa com revisão e tradução, já faço esse trabalho na base do freelancer. Não sei, tem muita coisa pra pensar e decidir, e tudo vai sendo adiado porque ela ainda não nasceu. Vai ser pra novembro, mas às vezes tenho a impressão que ela vem a qualquer momento. Hoje mesmo tive umas dores intestinais intensas e muito corrimento e suor na "área", eram realmente dores intestinais mas dá pra ficar encucada quando se está com 32 semanas... apenas mais 8 e ela nasce, ou antes, queira Deus que seja só e somente só em novembro. Ela mexe muito pra todo lado, hoje ficou bastante com a cabeça (eu acho que é a cabeça) embaixo da minha costela do lado direito. Outro dia senti seu pé empurrando minha barriga, como que se esticando toda. Se eu fico parada, sobretudo antes de dormir,  dá até pra ver as ondulações na barriga que os movimentos dela provocam. É uma doideira, estranho e intenso e curioso. É um processo muito único, muito particular e praticamente inexplicável. Quem tá de fora não pode ter a exata dimensão do que é ter um outro ser humano dentro de si. Muda tudo, tudo pára, tudo anda e desanda. Sei lá, é difícil dizer. Bom, tenho que ir que o sono vence. Bye! :)