Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril 17, 2011

Saudade?? cabô...

Com a certeza de que ele está no msn tão tarde assim só pra conversar com a "bola da vez", você ainda assim puxa conversa. vai lá, pergunta da mensagem, sim, ele recebeu, penso mesmo em você e blá-blá-blá-, vc diz; tá... pensamentos vão e vem, é tudo que ele diz sobre o assunto. Você manda um smiley triste :( , puxa outro assunto, ele demora a responder, você sabe porque mas fica lá... "queria uma massagem agora" é a frase dele no msn, primeira coisa q vc fez foi puxar conversa por aí, se oferecendo pra massagem, se oferecendo mesmo, descaradamente, porque love is stronger than pride, como diz a musica da Sade que você tá ouvindo. Ele foge do negócio, óbvio... mais demoras nas respostas e logo vem um "moça, vou sair, cansadão aki...", vc meio (inteiramente!!!) decepcionada, se despede, vocês se despedem, mas aí... ele demora uma meia hora pra realmente sair do msn... e você sabe por que, não é? você sabe exatamente the reason why... 

E aí você vem pra cá…

sim, pode-se...

morrer e acordar ainda morrendo de saudade...

de um corpo
de um abraço
de um carinho
uma carícia particular...

acordei devassa, morrendo
ah! q saudade é essa??

te amo

Quando cansaço me bate
quando tudo se abate
eu no meu corpo
sinto você
penso em você

eu invejo a todos os amantes
eu sou amante
porém não amada
nessa barca furada
atento só pra você

eu te amo de um modo irremediável
eu te amo de maneira detestável
porque me desprezo e me traio
eu te amo por querer amar a mim
e não conseguir

eu te amo porque preciso
pra continuar em mim
pra saber que sou boa
e você é ruim

preciso lutar contra mim
me convencendo de não te querer
dizendo que te perder
é o melhor fim

mas é nessas horas de estar sozinha
é nessas horas de pensar na minha
que eu penso você inteiro
seu corpo, tão corpo, tão distante

seus rosto, tão rosto, tão luz
ah jesus!

não tenho mais palavras... tanto tempo e tudo continua a mesma coisa em mim. Burra. me odeio porque te amo.