sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Versículos

"Mil cairão ao teu lado, dez mil à tua direita, mas tu não serás atingido". Salmo 91: 7


Dia desses vi esse versículo subvertido no facebook, dizia: "Mil namorarão ao teu lado, dez mil casarão à tua direita, mas tu não serás atingido". Que o Senhor me perdõe, mas achei engraçado e colokei no meu msn. É a minha verdade atual. Acho que a situação vai ficar crítica mesmo quando os amigos e ex começarem a se casar, aí eu piro. Nunca consegui ficar feliz pelos outros, no fundo vinha aquela perguntinha-serpente: por que não eu primeiro? Mas também depende do caso. Quando minha irmã se casou, eu só achava que seria a próxima da fila. Aí aparece meu irmão mais novo com filhotes. E aí meu outro irmão namorando, de um jeito meio enrolado, mas namorando. E eu... bem é o que o versículo diz.

Ultimamente tenho sentido que nada do que eu faço é o suficiente, nada é suficientemente certo para que eu alcance a perfeição que Ele quer. parece que eu já to condenada, e não há o que fazer. O que fazer? Será que antes, sem fazer o que faço, mas com os desejos borbulhando, eu era mais fiel, mais verdadeira? Será que agora, me conhecendo melhor, ainda tenho jeito? O que pensar, fazer, sentir, quando se tem a certeza que não há jeito? Onde ando errando, onde acertando, meu pai, preciso de respostas, preciso de um sim, Rebeca, já era, ou um não Rebeca, você pode fazer isso e agir assim, assim e assado que está no caminho certo. Quem vai me dizer isso? Sò Ele. Então, é sentar e esperar, a tarefa mais árdua que sempre me foi dada, esperar...

Quando vc sente que os es forços são inúteis, que os caras não te respeitam, que você sempre cede na hora e lugar errados, quando você não tem credibilidade diante de si mesma... é hora de partir, mas os problemas vão com você, na sua cabeça, sempre. Será que não tem jeito mesmo? Será que não posso dizer não, será que realmnete não consigo? Tenho medo, é só. medo de permanecer inteiramente assim, solitária, como se já não o fosse. Um pouco já é algo, mas preciso do todo, mas do todo no tempo certo, na situação certa, e... é isso que procuro, a busca incessante pelo certo.

Não pergunto nada com medo de ser idiota, afinal sou formada, tenho que saber tudo, e tenho vergonha quando não sei. Finjo saber. Não digo que está ruim, apensa que não tá uma maravilha. Não digo quero, digo que gostaria, mas tudo bem se não der. baixo a cabeça, concordo com tudo. É assim, submissão á vida. Como faço? Estou certa/errada?...

Não fiz promessas, só tomei resoluções internas pra 2012. Vontade de comer doce e essa alergia-resfriado-pele-seca que não passa. Boa noite.

...