sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Leituras


Esse negócio de Concurso público é mesmo complicado, sobretudo os editais. Achei que tinha sido roubada no último que abriram pro estado de Minas, mas não. Leitura faz toda a diferença! Abrindo esse meu blog, vi as atualizações de outros blogs, inclusive um de geografia, e exatamente este informava sobre um resultado preliminar do concurso da SEE. Fui lá olhar e bingo! Meu resultado estava lá. Aí tinha novas datas para entrar com recurso e nisso senti a mão divina me dando uma nova chance! Fui caçar o papelinho que se recebe de volta quando se manda uma carta registrada pra entrar com meu recurso. Fui ver esse negócio de recurso no edital de novo e bingo! Numa leitura mais atenta, percebi que eu realmente não havia apresentado uma das coisas que se pedia na avaliação de títulos: um diploma de especialização, de mestrado ou doutorado. O que eu havia mandado não valia, pois já era requerido como escolaridade básica para o cargo que me candidatei. Eureka! O N/A (não apresentado) que constava no resultado estava certo! Pelo outro documento que apresentei, sim, recebi pontuação, o tempo de serviço. Ainda bem que não me desclassificaram por ter enviado coisa não correspondente, isto é, meu diploma de graduação. Eles é que deveriam ter entrado com recurso contra mim!! rsrsrs... Brincadeirinhas à parte, fiquei extremamente feliz. Estou ainda classificada em 16º lugar, sendo que havia 13 vagas para a região que me candidatei. Posso ser chamada sim! E ainda que não for, estou muito mais aliviada, não fui roubada, apenas errei por não ler atentamente ao edital. Burocracia, je déteste!! O fato de ainda ter chance de ir para BH me deixou felicíssima, ainda que me custe... sacrifícios são sempre necessários.

Enquanto isso, no lustre do castelo*... estava eu em crise há alguns dias. A depressão me acometendo agora em idade adulta difere um pouco da que me abatia na adolescência: além da tristeza gigantesca, fico extremamente irritada com facilidade, por qualquer coisa, e saio dando patadas em quem estiver pela frente, conseguindo controlar-me no ambiente de trabalho, ao menos. Mesmo nele, fico mais séria, silenciosa, ainda mais na minha. estive lendo novamente hoje sobre distimia, certamente sofro desse mal, que se define como sendo uma depressão crônica de baixa intensidade. No dia a dia, é a melancolia que toma conta, tendo crises ou rompantes de depressão e raiva, no meu caso. Meu love me alertou para o risco da depressão pós-parto. É... se eu quiser ter filhos e cuidar deles, preciso me tratar. Tenho lido um livro interessante de Ron Jenson, "Alcançando o sucesso autêntico", bem autoajuda, naquele estilão americano de escrever, mas bem interessante, de um cara que sempre trabalhou com liderança e sabe do que está falando. Mas somente uma leitura não é suficiente. Como no edital do meu concurso, tenho que agir pra mudar. É, to usando a linguagem autoajuda, mas, enfim, não é de todo má rs :) Inclusive escrevi ao doutor Jenson. Espero que assim como o doutor Jesus, ele me ajude. Amém, partiudormir rs bye. 

*frase dita no Castelo Rá-tim-bum, TV cultura que fez a felicidade da minha infância! :)