segunda-feira, 18 de abril de 2011

Tem coisas na vida...

que dinheiro não compra. Pra todas as outras, existe um...

vamu pulá, vamu pular, vamu pular, vamu pular!!!



pq a vida é boa! boa noite!!

Que foi ontem? Nada...

Simples como a borboletinha, nasceu esse dia. E ela estava pousada no cabo da panela. "Não vá embora" eu disse... mas após a sessão de fotos, ela se foi, quando eu a tentei por no parapeito da janela, tentativa de mantê-la por perto... tem coisa que a gente não consegue mesmo manter por perto porque não depende de nosos esforço; aí acabamos nos cansando com um esforço inútil.

a borboletinha e asas brasileiras voou. Não quis ficar, e eu a tenho na memória e nas fotos. O dia de hoje pareceu nublado, mas lembrei-me dela e tudo pareceu de repente novo. De repente, parece que o ontem já está tão longe, mas tão longe que é como se não existisse. Como se realmente não existisse o que foi há um ano. Como se não existisse a falta, a dor. Não existe porque quero que não exista. Quero? Quero.

Que foi ontem? Nada. Nada que se compare ao hoje. Aceitação é difícil, mas que seja. Que seja bem e bom o hoje. Que eu desenvolva alguma inteligência, ao menos. Wake up, silly girl!