Pular para o conteúdo principal

decisões

a fala de um amigo hj me fez deletar meu album "festas" do orkut. Disse ele ao me ver enchendo um copo d'água no bebedouro do RU: "Aqui, Rebeca, enche o copo de álcool (apontando para o álcool gel que tem lá)". Não estou gostando dessas brincadeirinhas e insinuações que alguns vem me fazendo... por isso acho que e melhor deixar o orkut menos pessoal. Eu estava indo em muitas festas, mas nem por isso enchendo a cara. Só que aqui em Viçosa, festa é sinônimo de beber, cair, levantar... bubiça, como dizem os mineiros mais mineiros.
Ontem foi a famigerada segunda parte do meu aniversário e ... ninguém que eu chamei apareceu, parte 2 - a rejeição. Tudo bem, pelo menos fui com a Am e lá estava lotado, mas de desconhecidos ... ok, entendi o recado, se eu quiser comemoração de aniversário, tenho que fazer uma festa própria mesmo.
Para meu azar e de todos ao meu redor, ontem eu estava numa crise aguda de TPM (ainda??!!). Agora mesmo estou em outra, mas esta de tipo depressivo, a de ontem era do tipo grosseiro-irritadiço. Estou comendo pipoca sem parar, pensando o quanto me afundei.
como eu havia dito, encontrei o R, aí mais tarde liguei pra ele, ele pegou meu numero, ligou depois, nos encontramos, ficamos e ...terminamos. Não que tivesse algo para terminar neh, mas eu comecei a falar de ser amante, de que homem é tudo da mesma laia, tudo que num presta, incluindo ele (isso indiretamente), e ai ele ficou irritado acho, mais do que eu, principalmente quando pediu que eu fizesse algo que eu recusei e não convém falar aki, e eu disse que era castigo por ... sei lá o quê, aí discutimos um pouco, ele me deu o papel em que tinha anotado meu número, fez um discurso de fim de relacionamento (que relacionamento?!?) e fomos embora. De longe, ele me chamou e disse : "Pensa direitinho tá", pelo menos foi o que eu entendi, como se eu estivesse perdendo grande coisa, um cara que ficava comigo, de repente arruma uma namorada, e eu fico no mesmo posto, de amante. Também fiquei falando que eu só prestava para isso... Mas é o que parece, o que eu vou pensar?? Porque que derepente uma outra garota aparece e ela é pra namorar e eu não?? Tem algo de muito errado comigo.... ou com eles....
À noite, saí pra 2 parte fracassada do meu niver, o lion's tava animado, e eu com a maior raiva do R, decidida a beber. Comecei com vinho, um pouco de cerva, mais e mais vinho, mas daquele bem vagabundo neh... aí apareceu ele, o Ló, chato, morri de raiva dele também, comecei a tirar satisfações, a acusá-lo e ele nem me entendendo e eu nao entendendo ele, foi uma confusão. No final das contas, a Am foi embora, o Ló só riu da minha cara e me deixou largada e bêbada na rua e eu chorei, me levantei e vim embora. Perto das 4 pilastras, sentei na calçada, acabei deitando toda largada e ia mesmo dormir lá quando uma moça parou do meu lado, me chamou, me levantou, me pos na garupa da moto do namorado, que me trouxe até aki. A moça ficou lá esperando, nem sei se eles estavam vindo pra cá tbm ou não, eu desci depois, agradeci ao moço e subi. Troquei de roupa, precisava era de um banho, mas nem pensei nisso na hora, deitei e praticamente desmaiei, só que vomitei também algumas vezes no chão, voltando rapidamente a dormir. Quando levantei, aquele cheiro horrível de vomito e vinho e torta de frango que comi também. Tinha ensaio do teatro, então me apressei, limpei tudo e fui. Passei na feira, comi pastel, mas precisava comer mesmo, aí voltei e comi no RU, isto é, tentei comer, mas num deu, eu tava muito mal. Dormi um pouco depois do almoço, isso foi muito bom, mas ainda preciso dormir mais.
Nunca pensei que me tornaria uma pessoa tão desequilibrada, desorientada, desestruturada. Me tornei o que menos queria nessa vida, o que nunca pensei que pudesse ser: a gostosa que é pra pegar e largar. Eu to perdida, eu achava que ia arrumar somente uma pessoa nessa vida e ia namorar tudo direitinho e casar. Nada. me desviei de tudo, de tudo que eu queria pra mim. Tambem, não estou sendo eu, estou indo pela cabeça dos outros, do mundo e isso não ta dando certo pra mim. Já entreguei minha vida várias vezes nas mãos dEle, mas sempre fico agindo de forma contraria à Sua vontade. Por isso ta dando tudo errado.
É duro estar só nesse barco. ninguém me entende, nem procura se colocar em meu lugar, só sabem apontar meus defeitos, dizer que eu sou dramática, exagerada... Perfeito, vou dar muito certo no teatro, então. Que venham as novelas da globo, estarei lá um dia.
Faço da vida meu palco. Atuei bastante quando conversava com Ló. Atuo todos os dias. Atuo porque é assim que sou. Falo umas coisas e sou taxada de má. Falo o que muitos pensam e não dizem. Vamos deixar de hipocrisia, não??
Eu não sei porque minha vida afetiva é assim tão difícil. É como eu disse lá em cima, deve haver algo de muito errado comigo pra eu não ser digna de um relacionamento normal. Em termos de relacionamento, eu sou totalmente tapada, não sei o que fazer, como agir. E creio que não há receita, mas algumas coisas são mais desejáveis do que outras. Eu tenho cedido muito aos meus desejos e aos deles também, e isso não está funcionando bem. O que fazer?
Não sei...vou continuar vivendo, ponderando, refletindo, e atuando, ate que alguém se interesse por ver o que há nos meus bastidores, pois, até agora, todos só viram o cenário montado, ninguém se interessa pelo trabalho que dá montar o cenário. Ninguém quer ver a cara da atriz sem maquiagem.
Bye.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A fase do não

Lídia tem me dito muito não ultimamente. E haja paciência para lidar com isso! Uma mulher que trabalha, tem casa, marido e uma filhinha pequena realmente tem problemas com ser paciente. Tudo que envolve ser uma boa mãe fica ameaçado quando não se pode dedicar-se à criança integralmente. E toda mãe tem, de dois, um dos sonhos: poder dedicar-se integralmente ao seu rebento ou sair para trabalhar sem sentir-se culpada. O primeiro ainda é possível de conseguir para algumas afortunadas; já o segundo... Bem vinda ao mundo da maternidade!

Bom, os nãos da Lídia só não são mais problemáticos porque sua alegria impera e nos contagia. Ainda bem que já estou de "férias" (duas semaninhas de julho) e posso acompanhar melhor a pequena com toda sua cantoria, obra da escolinha e dos videos da galinha pintadinha. Além da galinácea, no menu temos Peppa Pig, O show da Luna, Mundo Disney e por aí vai. Na festa da família na escolinha, a professora bem que tentou fazer os pequenos falarem os ver…

Personas

O top virou peça de dormir. O shortinho de academia, bem, uso em casa mesmo. A disposição pra levantar de manhã cedo e ir caminhar depois de colocar a filhotinha na van se foi, preciso dormir mais, obra do cansaço. Qualquer roupa tá bom. Me arrumar? Quando dá. Se der, deu, se não der, paciência.

Em pleno dia do rock, o dia foi pauleira mesmo. Muita prova de recuperação, aluno enchendo por causa de pontos, ter que manter a todo custo o aluno em sala de aula fazendo alguma coisa, ufs! Conselho de classe e entrega de notas foram pra agosto, thanks God! Mas o dia deixou suas marcas. Uma forte dor de cabeça me tomou desde cedo, tomei um remédio - sim, automediquei-me - e passou, mas me deixou um tanto ligada o comprimido marrom que contém cafeína.

Não tenho tempo para mim, mas tento. Estou fazendo um curso online de musicoterapia e a música é minha melhor terapia. canto mal, mas espanta mesmo os males! Não é fácil conciliar todas as personas: mulher, mãe, professora, esposa, dona de casa,…

Primeira postagem 2016

Nem me dei conta de que hoje foi sábado. Os dias aqui, para mim, passam como se fosse uma coisa só: todo dia, "nada" pra fazer - ócio criativo, talvez, apesar de que não tenho criado nada. Mas tenho visto e lido de um tudo: muitos filmes (Império, Transcendence, Mad Max, etc) e alguns livros (Conto de Natal, de Charles Dickens e sobretudo a Bíblia). Ganhei a Bíblia da Mulher e tenho me alimentado bem dela.
esqueci de pegar foto no face
Viajar pra casa dos pais é voltar ao passado infantil. É bom e mau ao mesmo tempo, nos deparamos sempre com algumas mágoas, algumas falhas, alguns concertos. Certas relações a gente não entende porque é do outro; briga, chora, grita, se enraivece e, por fim - maturidade! - aceita e toca o barco.
Tem chovido bem em Sampa. Hoje a água caiu mesmo. Minha mãe e irmã viajaram pra Goiás. E eu cá estou com a minha moreninha, esperando a boa vontade do governo estadual pra voltar pra Bh. Na verdade faremos uma ponte Viçosa-BH. É bom viajar a sós, só co…