Pular para o conteúdo principal

Adorável Irascível

Mon Dieu, pq inda dói tanto?? a rejeição estampada na minha cara, apresentando-se bem crua à minha frente, e eu finjo que não a vejo e caio de joelhos, e baixo a cabeça, e ouço cada uma!! Gostar ou odiar nao faz diferença...a coisa é que terei sempre essa "casa pré-fabricada", pedindo a ele que abra os armários q eu estou a esperar; eu estou sempre a esperar. Querendo fazer do sorriso dele um abrigo... um belo sorriso que não é mais meu. O pior de tudo é que tudo que ainda sinto e tudo que significou pra mim é nada pra ele, é simplesmente nada.

Eu sou adorável. Adorável = digna de adoração. Adorável. O que ele quis dizer com isso??

Sim, sim, ao contrário da Ana Carolina, que aprendeu a se virar sozinha, e dá linha só pra depois abandonar, eu não aprendi não. Eu aprendi a me gostar e cuidar de mim, mas no quesito miocárdio, sou uma negação; não tenho controle sobre os sentimentos, mas até que controlo o que mostro. Não me revelo muito.

Ontem eu saí mas foi como se tivesse posto o cérebro e o coração no formol, e deixado em casa. Meu corpo foi, sozinho, eu sozinha. Encontrei gente lá, mas ninguém que se condoesse. Chegavam pra mim só pra perguntar de ALF, ou das outras meninas que moram comigo... virei sua sombra, ALF. Sou isso, só uma sombra. Não tenho significado sozinha, nada sou.

Eu me arrumei, estava bela, estava lá, mas minha cara amarradíssima nao permitiu que qualquer um se arriscasse a chegar mais perto. Quando deu 2h30, vim embora. Vi meu anjo mau de longe, ele me viu, mas eu nem dei atenção. Um segundo depois de passar por ele, olhei pra trás, ele tinha sumido. Não bebi, não olhei pra ninguém, não me distraí, não relaxei. E, ao voltar, sentei no palco montado no DCE e chorei. Me envergonhei do quanto sou fraca, me enraiveci com as lágrimas, quase me bati. Eu devia ter me dado um soco.

Ele nao acredita q ainda estou assim, pq diz ter feito de tudo para que isso não acontecesse. (de tudo = me tratou mau, nas palavras dele mesmo!!). Fikei pasmada. Eu falando em inglês e ele em português. Pq q eu nao consigo aceitar o fim? o fim das coisas me assusta. O fim da graduação está me pondo em pânico. O fim dos 20 anos tbm, daki a 3 anos. Sempre sofro por antecipação. E ele me criticonselhando, que eu devia ser assim, assado, que eu não devia isso e akilo, etc.

Eu não devia era ter nascido, porque eu sou assim e pronto, punto e basta. As pessoas aki não têm a menor noção do quanto eu já mudei. E não tem a menor noção de quem eu fui ou sou. Não sabem e não lhes interessa. Eu to cansada...ontem eu vi o quanto to cansada de sair pra barzinhos e ficar à caça, eu não aguento mais isso, estou velha d+ para isso, não por idade, mas pq já chegou num limite... e eu sinto que já deu, e eu vou ficar pra trás mesmo: minha irmã está casada, meus irmãos tem namorada...eu seria a próxima a me casar, mas...o que aconteceu? Viçosa aconteceu na minha vida e muitas decisões erradas vieram junto.

Não sei porque colokei akela foto minha tão sorridente no perfil do orkut. Eu não sou dakele jeito, tão bonita e sorridente...pareço feliz, não é? pois agora, pelo menos, não estou. Ironia pura. mas gosto de tirar fotos sorrindo, quando é outra pessoa que tira...quando eu tiro aki no meu note mesmo, eu me mostro. Pessimista? não, realista. Mas dizem que é o que todo pessimista diz, né, então...não sei.

Pois é...objetos aos quais direcionamos adoração geralmente são mantidos num pedestal, longe de nós...é assim que ele me quer, ter contato, mas o mais distante possível. Na verdade, se eu odiá-lo ou cortar relações, não faz diferença, ele já deixou claro. Nada do que eu fizer vai afetá-lo. Isso me mata. Eu queria afetá-lo, mas isso significa que eu não tenho qualquer relevância para ele, qualquer. Ou não? eu nao sei...esse discurso da negação é muito irascível e ambíguo. Irascível não sei, foi só uma palavra que quis usar, soa bem.

Eu sou irascível, irracional, idiota, imbecil, iracunda, infantil, inativa, inparcial, invasiva, i... tantos is...adorável, adorável, adorável. Eu não sou adorável. No linguajar masculino, um adorável seria quase meiga, lindinha, cruzes, eu não sou meiga. Não sou a lindinha das meninas superpoderosas, sou a docinho, que não tem nada de docinho, ou a florzinha, a equilibrada. Equilibrada, eu? sim, talvez em certos aspectos.

Eu sou as três, por isso, sou o equilíbrio. Eu pareço muito parada e sou. Quando decido fazer algo, tenho que fazer nakela hora, senao, protelo.

Ainda bem que nao tenho mais espelho de corpo inteiro em casa. Olho a minha cara só e "not sure I'm even here...and I'm starting to disappear..." (Crystal Ball - Keane):

"I Don't know where I am

and I don't really care
I look myself in the eye
there's no one there
I fall upon the earth
I call up on the air
But all I get is the same old vacant stare"

Estou fazendo um relicário imenso desse amor...palavras sem nenhuma cor, ou sentido. Palavras adoráveis.

Bye.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A fase do não

Lídia tem me dito muito não ultimamente. E haja paciência para lidar com isso! Uma mulher que trabalha, tem casa, marido e uma filhinha pequena realmente tem problemas com ser paciente. Tudo que envolve ser uma boa mãe fica ameaçado quando não se pode dedicar-se à criança integralmente. E toda mãe tem, de dois, um dos sonhos: poder dedicar-se integralmente ao seu rebento ou sair para trabalhar sem sentir-se culpada. O primeiro ainda é possível de conseguir para algumas afortunadas; já o segundo... Bem vinda ao mundo da maternidade!

Bom, os nãos da Lídia só não são mais problemáticos porque sua alegria impera e nos contagia. Ainda bem que já estou de "férias" (duas semaninhas de julho) e posso acompanhar melhor a pequena com toda sua cantoria, obra da escolinha e dos videos da galinha pintadinha. Além da galinácea, no menu temos Peppa Pig, O show da Luna, Mundo Disney e por aí vai. Na festa da família na escolinha, a professora bem que tentou fazer os pequenos falarem os ver…

Personas

O top virou peça de dormir. O shortinho de academia, bem, uso em casa mesmo. A disposição pra levantar de manhã cedo e ir caminhar depois de colocar a filhotinha na van se foi, preciso dormir mais, obra do cansaço. Qualquer roupa tá bom. Me arrumar? Quando dá. Se der, deu, se não der, paciência.

Em pleno dia do rock, o dia foi pauleira mesmo. Muita prova de recuperação, aluno enchendo por causa de pontos, ter que manter a todo custo o aluno em sala de aula fazendo alguma coisa, ufs! Conselho de classe e entrega de notas foram pra agosto, thanks God! Mas o dia deixou suas marcas. Uma forte dor de cabeça me tomou desde cedo, tomei um remédio - sim, automediquei-me - e passou, mas me deixou um tanto ligada o comprimido marrom que contém cafeína.

Não tenho tempo para mim, mas tento. Estou fazendo um curso online de musicoterapia e a música é minha melhor terapia. canto mal, mas espanta mesmo os males! Não é fácil conciliar todas as personas: mulher, mãe, professora, esposa, dona de casa,…

Primeira postagem 2016

Nem me dei conta de que hoje foi sábado. Os dias aqui, para mim, passam como se fosse uma coisa só: todo dia, "nada" pra fazer - ócio criativo, talvez, apesar de que não tenho criado nada. Mas tenho visto e lido de um tudo: muitos filmes (Império, Transcendence, Mad Max, etc) e alguns livros (Conto de Natal, de Charles Dickens e sobretudo a Bíblia). Ganhei a Bíblia da Mulher e tenho me alimentado bem dela.
esqueci de pegar foto no face
Viajar pra casa dos pais é voltar ao passado infantil. É bom e mau ao mesmo tempo, nos deparamos sempre com algumas mágoas, algumas falhas, alguns concertos. Certas relações a gente não entende porque é do outro; briga, chora, grita, se enraivece e, por fim - maturidade! - aceita e toca o barco.
Tem chovido bem em Sampa. Hoje a água caiu mesmo. Minha mãe e irmã viajaram pra Goiás. E eu cá estou com a minha moreninha, esperando a boa vontade do governo estadual pra voltar pra Bh. Na verdade faremos uma ponte Viçosa-BH. É bom viajar a sós, só co…