Pular para o conteúdo principal

is this love??

Tristeza. Raiva. melancolia. São esses sentimentos que trago ultimamente.  Um mix de tudo e eu sinto uma preguiça enorme de ser teacher, mas depois das aulas, tudo vai bem. É como uma terapia, assim como lavar roupas: uma terapia, ocupo minha mente com algo mais que meus problemas e minha vida, e tudo funciona, tudo vai.

Encontrei-o novamente hoje, ele só vem a Viçosa na segunda, m,e liga se amanhã aparecer de novo. O menino que apareceu do nada pra ter aulas de inglês, mas desistiu, mas ai conversamos sempre e ele acaba tendo aulas de graça, conversamos , é uma troca.

Mandei mensagem para IR de novo. Realmente sinto falta... de que? será que é dele? ou será que é do que ele me proporciona? (carinho, sex, calor). I really don't know. Sinto falta dele, de alguma forma.

Sinto falta dele também, o meu ET. Falta d+. Esse eu amo, realmente amo, amo de um jeito meio absurdo, meio sem nexo, meio retrocesso, meio bossa nova e rock'n'roll, parte do meu show...

Amo ao outro que também vi hoje. Fingimos não nos ver - eu fingi, ele acho que realmente não me viu. Eu atravessava uma rua e ele virava na mesma de bicicleta. Seria uma honra ser atropelada por ele, mas senti aquele velho baque, aquele impacto que sempre me paraliza, e não me joguei na frente da bike. Passei reto, querendo muito olhar pra trás, vè-lo andar na bike, aquelas costas largas, aquele corpo todo... sinto tristeza pelo que não foi, pelo que poderia ter sido.

E agora, páro q me pergunto: o que eu quero, afinal? Não canalizo energias em ninguém, atiro pra todos os lados e não dá em nada. Não consigo voltar a ser o que era antes, mas também não "caio na gandaia" de vez. Eu amo um homem que não é capaz de amar ninguém e já tem alguém. Eu amo um outro que aparece quando lhe dá na telha. Eu ainda amo um outro que vive por ai pegando todas. Eu amo um homem que foi para BH, emagreceu e não me dá a menor bola. Eu amo um homem que não existe, eu amo o homem ideal que está espalhado em todos esses que amo. Amo? Eu lá sei o que é amor/amar?

então eu lá sei o que é amor, amar?
vivo na sombra de um lagar
e fui largada
ah! tantas vezes
que nem mais conto
ah! tantas vezes!
me iludi
tantas vezes me larguei em tantos braços
em muitos abraços
e me apeguei, me entreguei total
e, ah! para que??
para que, mon dieu, para que?
e então...
eu lá sei!!
é, ainda não sei
o que é essa coisa, esse amor,
amar...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A solidão do professor

Pouco se fala sobre um sentimento que por certo atinge o professor: a solidão. Fala-se em valorizar o profissional, em melhorar salários, em aperfeiçoar a formação, capacitar sempre mais. Não se lembra que é uma profissão que precisa de cuidado psicológico. Você briga com e contra os alunos muitas vezes. Você tenta abrir suas mentes para o novo, o velho, fazer as conexões, entender, aprender. E tem hora que parece que a gente desiste. Que quando vem um comentário altamente crítico ao seu fazer, desmoronamos. Poxa, tanto esforço pra nada!? A falta de retorno positivo, de um elogio, um abono, uma promoção é deprimente. Desgastante. Falta retorno do aluno também. Pelas provas, nada sabemos. Não conseguimos tampouco estabelecer uma relação ais próxima com cada aluno. Nenhum deles vem e diz, "nossa professor, aprendi tanto na aula de hoje!" (pode ser que algum faça, na faculdade talvez). A gente tem que advinhar as dúvidas, o que poderia ser mais dificil ou não, e segue o ritmo …

Carta pra Deus - part I

Querido Senhor Deus,

Gostaria de lhe avisar que seu Projeto Humanidade não deu certo. Deu ruim. Pifou. Faliu. Desculpe começar essa carta assim e, claro, eu sei que o Senhor é onisciente e sabe de todas as coisas, porém como o Senhor ordena em sua Palavra que oremos e nos comuniquemos contigo, creio que o Senhor quer que eu lhe dê o meu relatório-humanidade-atual, o meu parecer, o meu ponto de visa, já que parece, novamente por tua Palavra, que o Senhor se importa com meus sentimentos. Pois bem, dito isso, passo a relatar o que vejo que deu tão errado assim, tipo TUDO. A indústria de alimentos: Ah, a alimentação! O Senhor se lembra quando nos criou? Adão, depois Eva... aí o Senhor disse o seguinte: "Eis que vos tenho dado toda a erva que dê semente, que está sobre a face de toda a terra; e toda a árvore, em que há fruto que dê semente, ser-vos-á para mantimento." (Gênesis 1:29). O Senhor nos deu a alimentação natural, a melhor que possa existir, com toda variedade de frutos…

Retrospectiva 2017

Assisti a duas retrospectivas de 2017 hoje, pois ontem estive na igreja e depois fomos para a rua ver os fogos. A pequena não gostou muito por causa do barulho. Gosto de saber, de rever, relembrar, e saber que graças a Deus sim, temos mais um ano a construir pela frente. São muitas coisas a consertar, e, já que não posso exigir a mudança no outro, que comece por mim!


 Hoje comecei a ler o livro que ganhei de uma aluna, "A progressão da vida divina", com textos bíblicos diários a ser lidos. Nos últimos tempos, voltar-se para o cultivo da vida espirtual, fé, oração, leitura, tem sido quase que obrigação por tudo que a humanidade tem passado. Pois só com algo divino é que podemos contar, e uns poucos amigos e família. E por isso o inimigo tem tentado destruir famílias de todo jeito, como já estava escrito. Nosso único consolo e esperança está nele e em sua palavra, não há para onde correr, ainda que o ser humano se mostre bom em alguns momentos. Enfim. Mais um ano para caminhar…