Pular para o conteúdo principal

Reaprendizagem

Bom é para o homem suportar o jugo na sua mocidade.

Assente-se solitário e fique em silêncio; porquanto Deus o pôs sobre ele.
Lamentações 3:27-283
 
Bom é o SENHOR para os que esperam por ele, para a alma que o busca.
Bom é aguardar a salvação do SENHOR, e isso, em silêncio.
Bom é para o homem suportar o jugo na sua mocidade.
Assente-se solitário e fique em silêncio; porquanto esse jugo Deus pôs sobre ele;
Ponha a boca no pó; talvez ainda haja esperança.
Lamentações de Jeremias 3:25-29

Bom é o SENHOR para os que esperam por ele, para a alma que o busca.

Bom é ter esperança, e aguardar em silêncio a salvação do SENHOR.

Bom é para o homem suportar o jugo na sua mocidade.

Assente-se solitário e fique em silêncio; porquanto Deus o pôs sobre ele.

Ponha a sua boca no pó; talvez ainda haja esperança.
Lamentações 3:25-29
Bom é para o homem suportar o jugo na sua mocidade.

Assente-se solitário e fique em silêncio; porquanto Deus o pôs sobre ele.
Lamentações 3:27-28
Certas coisas reaprendi nesse fim de semana. Fui ao GeraForte 2012, congresso de jovens da Igreja do Evangelho Quadrangular em Sarzedo-MG. Tudo que foi dito lá eu meio que já sabia, só estava tentando camuflar ou conciliar as coisas na minha vida. Mas agora não dá mais, ou é lá ou cá, oito ou oitenta mesmo.

Durante minha graduação, senão toda, parte dela, eu resolvi olhar o lado begro da força, digamos; caí em tudo que foi festa, bebedeiras, literalmente sexo, drogas e rock'n'roll. E ia aos domingos na igreja, como se isso me redimisse. Deus me deu a grande graça de me formar com boas notas e uma ótima nota na monografia, a muito custo e sofrimento. E ai eu continuei querendo conciliar mal com bem, luz e trevas. Em vão. Ele, sabendo de tudo e vendo tudo, me alertava toda hora, eu ouvia na hora, depois esquecia e continuava nas baladas, à procura de tudo o que não tinha lá: amor e atenção, relacionamento. Até outro dia me achava uma louca desesperada por relacionamentos, mas ai com o GeraForte entendi algumas coisas importantes.

O plano inicial de Deus para nós foi ter um relacionamento com Ele, por isso Ele colocou essa vontade no nosso coração, de nos relacionar com Ele e com as pessoas à nossa volta. Isso sempre urgiu dentro de mim, e todos somos assim. Eu tinha o relacionamento com Ele, mas acabei metendo os pés pelas mãos, jogando tudo fora, e por isso os relaciomentos que eu buscava lá fora não davam certo, nunca deram, e não darão, não com um não-cristão, ou com um descrente, whatever. de repente a ficha caiu e eu simplesmente não posso mais ir lá fora, não com esse objetivo. Posso e devo me relacionar com as pessoas, mas deixando claro meu relacionamento primordial com Deus.

Quando saí da Pousada do Rei, lá em Sarzedo, onde ficamos, senti medo de não conseguir, de não ser capaz de controlar meus desejos e vontades, pois é necessário a gente buscar a vontade dEle primeiro, aí Ele vai fazer a nossa, mas aquelas vontades que sejam para o nosso bem. Aí parei pra pensar melhor e compreendi que se eu duvidar de mim, estou duvidando dEle, porque já está escrito que eu posso, que eu sou vencedor, tudo palavras de vitória na Bíblia, ou seja, Ele já me deu tudo, só falta eu agir, tomar a iniciativa.

Medo... agora vai... medo de novo... felicidade, plenitude... foram muitos sentimentos nesses dias, ainda estou absorvendo e ruminando tudo. E pensando no por que de tudo ter acontecido assim. É, parece até que já estou no fim da minha vida - espero que não - e analisando tudo como se quisesse mudar tudo. Ele ja mudou tudo e eu posso dar continuidade à mudança. Há tempos estou querendo sumir, fugir, sei lá... e com aquela preguiça de sempre, aquele desnorteamento de quem não tem ideia do que fazer ou onde ir. Agora eu tenho um alvo; sempre tive, agora eu o retomei. Primeiro Ele, depois eu. Parece maluquisse num mundo em que se fala sempre em ir atrás, buscar seus sonhos... Mas Jesus foi na contra-mão do sistema. Dizia pra dar a outra face, fazer o bem a quem te faz mal, dar o dobro do que te pedirem... Também disse que nos enviava "como ovelhas ao meio de lobos; portanto, sede prudentes como as serpentes e inofensivos como as pombas." (Mateus 10:16).

É difícil, muito inclusive. Mas é ainda mais difícil ficra na indecisão e sofrendo com tudo. Melhor alguém cair na gandaia de vez do que ficar enganando a si mesmo e aos outros, dizendo que tá tudo bem quando não está. E nada está bem quando se está longe do caminho que a gente se propôs desde o início, quando se desvia do alvo, de Deus... Ele é o norte, ao menos o meu. E puxou bem minha orelha, me moeu bastante nesse fim de semana, a fim de me fazer entender as coisas, reaprender, tomar decisões mais firmes, e sofrer um bocado por causa delas, mas ainda assim, seguir o alvo. Amém.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Cabana

Estreando essa Coluna de quinta, vou falar sobre o filme A Cabana (The Shack). Demorei um bocado para falar sobre o filme, minha vontade quando assisti o filme foi sair dali e correr pra fazer uma resenha linda, elogiando altamente o filme. Porém ponderei e deixei a emoção esfriar. A maioria dos cristãos, os mais estudados, está fazendo duras críticas ao filme. Este vídeo é bem interessante e prova disso. Não discordo dele em muita coisa, porém em algumas coisas discordo e vou explicar o meu ponto de vista. O MEU ponto de vista. Este outro vídeo já fala bem, levando em consideração apenas a mensagem geral do filme: que Deus deseja ter um relacionamento pessoal com cada um de nós. E isso, para nós cristãos, é um fato.

Desde que li o livro e soube do projeto do filme, porque já havia a ideia de transformá-lo em filme, fiquei na expectativa do filme. Confesso que quando leio, não consigo visualizar bem o que está escrito, e um filme me ajuda muito. Aí saiu e qual não foi a surpresa quan…

H. Pylori

A partir de hoje, se a grana deixar, minha dieta será essa aqui. Descobri, indo hoje ao médico, que tenho uma bactéria no estômago, na verdade uma bactéria comum que muita gente tem, mas que pode ou não se manifestar pro mal. É claro que no meu caso ela fez questão de ser do mal e se manifestar. Eu já tinha cortado bebidas alcoólicas, café e refrigerante, agora só falta remover o estômago mesmo. Sim, porque comer só frutas (não cítricas), legumes e vegetais sempre refogados, lembrar que isso ou aquilo tem gordura ou ataca o estômago, bom, é coisa de nutricionista, ou de gente antenada demais no que come. Cortar frituras também, que são superiormente mais saborosas que coisas cozidas, mas tudo bem. E pensar que tem gente se acabando no torresmo com cachaça sem nada lhes acontecer... Mais um capítulo da injustiça do universo contra mim. A vida sem sabor.
Duzentos mil atrasos hoje e o preço do remédio pra matar a bactéria me fizeram chorar de raiva e tristeza. Pergunto, como sempre, por…

Inutilidade pública - a história de Benê

O que é ser (in)útil?


Benê se sentia inútil. Vivendo de aluguel com uma gata e uma cadelinha, ia empurrando as coisas com a barriga (literalmente). Desempregado e acima do peso, gostava mesmo era de comer, jogar video game e conversar com friends pelo cell phone. A cadelinha era sua melhor companhia. de vez em quando gritava com ela, tocava-a de onde estava, mas ela logo voltava feliz lhe abanando o rabo. Já a gata não. Olhava-o com altivez, as vezes se roçava em suas pernas, recebia seu carinho e até dormia com ele, mas se irritada, arranhava-lhe sem dó e de repente. Benê tinha vários arranhões, mas amava aquela gata sem bem saber por que. De vez em quando ela dava um sumiço, mas sempre também voltava, com parcimônia. Estava sempre pronta para partir. 
Benê comia porcarias, e comida boa em quantidades rinocerônticas, mas gostaria de mudar se não fosse essa imensa, intensa e incontrolável fome que sentia. A comida era a única fonte e prazer que enxergava, rápida e concreta. Um dia pas…