Pular para o conteúdo principal

Minha gata-menina


Calma, ainda não sei o sexo do meu filho; falo do meu bebê primeiro, Calabresa. Ela está aqui ao lado, sempre me olhando, acompanhando meus movimentos e os do cursor na tela. deita a cabecinha no teclado e fica com as orelhinhas em pé, olhos grandes na tela. Encontrei Calabresa há 1 ano e três meses, estava pequenina e miava incessantemente na rua, num prédio aqui da frente. Não aguentei, levantei da cama tarde já da noite e fui na rua. Me deparei com aquela coisinha branca miando. Chamei-a, peguei-a e trouxe pra casa. daqui ela nunca mais saiu, exceto uma vez, que sumiu uma semana e voltou com um grande inchaço na perna, do qual se recuperou, mas a perninha ficou torta. Era uma coisinha medrosa: tinha, e ainda tem, medo de altura, assusta-se quando chegamos perto, não gosta que a peguemos no colo. Só come ração fresquinha, de preferência whyskas e com a vasilhinha cheia. Já tentei me livrar dela: teve cinco filhotinhos, sendo 4 branquinhos feito ela e um rajadinho feito um tigre. Todos doados. Calabresa ficou meio perdida, solitária, mas logo voltou a ser a minha gatinha, correndo pra lá e pra cá. Minha menina, não vivo mais sem. Não creio que ela vá me prejudicar, mas mantenho certa distância. Só não quero mais mandá-la embora, seria como se livrar de um filho...
Em relação ao meu baby, nada de mais. tenho sentido mais fome, mais sono, tudo dentro de um limite aceitável, creio. Ainda não o sinto, mas andei lendo, nada de anormal. Dia 7 vou a BH para o concurso. Tenho estudado, não tanto quanto gostaria, mas estou me esforçando. Mais de cem pessoas para cada vaga - são 4!! Seja feita a vontade de Deus.
Sentimental eu sou... acho que estou mais sentimental também. Ainda lembro do passado, com uma nova visão, claro. Não tem mais tanta importância. Tem certos acontecimentos que fazem a gente virar a página, ainda que à força e ainda que as cicatrizes estejam lá, eternamente. Querendo Deus, tudo dará certo; é dele a palavra final. 
Minha gata-menina, meu baby, minha própria família. É estranho ainda, mas já imagino uma criança me chamando de mãe.  

Bye. 

Comentários

Eilan disse…
Você tem uma gatinha? Owww que fofa. Eu tb tenho... 8! hehehehe. É que quando eu morava na minha casa eu tinha cinco, minha mãe mais duas, eu resgatei mais 3 e doei 2... restaram os oito. Faço este trabalho de ajudar animais de rua, quando não estava em crise sempre estava fora ajudando um ou outro, agora que mal saio tá mais difícil.

Dicas pra vc que tem uma fêmea:

- Castre-a o quanto antes. Reduz risco de câncer e de outras doenças, e ela sentirá ainda menos vontade de sair. Ao contrário do que muita gente pensa, castrar é um ato de amor e deixa os animais mais calmos. No cio ela não entende porque está assim e não se pode resolver o problema dela. E pra finalizar evita mais animais nas ruas!

- Tente sair da Whiskas. É uma ração com muito sal, apesar de ser amada pelos bichanos. Já ouvi muitos casos de animais com problemas no trato urinário por conta dessa ração. Tente uma similar, Cat Show tem mais ou menos o mesmo preço, ou há algumas opções de rações Premium que pra vc, que tem uma gata só, vale a pena! Ao contrário do que pensamos, não é bom deixar sempre o prato com comida, as rações tem quantidades específicas, por isso que a gente reclama do preço de algumas rações Premium, mas se a gente der como manda o figurino dura como uma comum.

- Quanto a sua gravidez: não se preocupe. A Toxoplasmose só é passada se vc ingerir as fezes do gato e eu tenho certeza que nem desejo de grávida vai desejar isso. Todo o resto que se ouve sobre toxoplasmose é lenda.

Bem... Espero ter ajudado! :)

Bjos! (e li suas respostas agora!)

eilan

borderline-girl.blogspot.com
R.B. disse…
Oi, obrigada pelas dicas, vindo de quem tem 8 gatos ajuda muito! :)

Postagens mais visitadas deste blog

A fase do não

Lídia tem me dito muito não ultimamente. E haja paciência para lidar com isso! Uma mulher que trabalha, tem casa, marido e uma filhinha pequena realmente tem problemas com ser paciente. Tudo que envolve ser uma boa mãe fica ameaçado quando não se pode dedicar-se à criança integralmente. E toda mãe tem, de dois, um dos sonhos: poder dedicar-se integralmente ao seu rebento ou sair para trabalhar sem sentir-se culpada. O primeiro ainda é possível de conseguir para algumas afortunadas; já o segundo... Bem vinda ao mundo da maternidade!

Bom, os nãos da Lídia só não são mais problemáticos porque sua alegria impera e nos contagia. Ainda bem que já estou de "férias" (duas semaninhas de julho) e posso acompanhar melhor a pequena com toda sua cantoria, obra da escolinha e dos videos da galinha pintadinha. Além da galinácea, no menu temos Peppa Pig, O show da Luna, Mundo Disney e por aí vai. Na festa da família na escolinha, a professora bem que tentou fazer os pequenos falarem os ver…

Personas

O top virou peça de dormir. O shortinho de academia, bem, uso em casa mesmo. A disposição pra levantar de manhã cedo e ir caminhar depois de colocar a filhotinha na van se foi, preciso dormir mais, obra do cansaço. Qualquer roupa tá bom. Me arrumar? Quando dá. Se der, deu, se não der, paciência.

Em pleno dia do rock, o dia foi pauleira mesmo. Muita prova de recuperação, aluno enchendo por causa de pontos, ter que manter a todo custo o aluno em sala de aula fazendo alguma coisa, ufs! Conselho de classe e entrega de notas foram pra agosto, thanks God! Mas o dia deixou suas marcas. Uma forte dor de cabeça me tomou desde cedo, tomei um remédio - sim, automediquei-me - e passou, mas me deixou um tanto ligada o comprimido marrom que contém cafeína.

Não tenho tempo para mim, mas tento. Estou fazendo um curso online de musicoterapia e a música é minha melhor terapia. canto mal, mas espanta mesmo os males! Não é fácil conciliar todas as personas: mulher, mãe, professora, esposa, dona de casa,…

Primeira postagem 2016

Nem me dei conta de que hoje foi sábado. Os dias aqui, para mim, passam como se fosse uma coisa só: todo dia, "nada" pra fazer - ócio criativo, talvez, apesar de que não tenho criado nada. Mas tenho visto e lido de um tudo: muitos filmes (Império, Transcendence, Mad Max, etc) e alguns livros (Conto de Natal, de Charles Dickens e sobretudo a Bíblia). Ganhei a Bíblia da Mulher e tenho me alimentado bem dela.
esqueci de pegar foto no face
Viajar pra casa dos pais é voltar ao passado infantil. É bom e mau ao mesmo tempo, nos deparamos sempre com algumas mágoas, algumas falhas, alguns concertos. Certas relações a gente não entende porque é do outro; briga, chora, grita, se enraivece e, por fim - maturidade! - aceita e toca o barco.
Tem chovido bem em Sampa. Hoje a água caiu mesmo. Minha mãe e irmã viajaram pra Goiás. E eu cá estou com a minha moreninha, esperando a boa vontade do governo estadual pra voltar pra Bh. Na verdade faremos uma ponte Viçosa-BH. É bom viajar a sós, só co…