Pular para o conteúdo principal

Sobre nós mesmos


Desde quinta as coisas desencaminharam. Ontem, um alívio. Foram coisas pequenas, o bater das asas de uma borboleta que causa um tsunami. Na quinta-feira, acordei afobada, saímos rapidamente para médico às 10h. chegando lá, descobri que a consulta estava marcada para as 14h30. Mal acreditei, não costumo cometer esse tipo de erro. Preciso realmente de férias, pensei. Na sexta-feira, enviei duas resenhas encomendadas bem cedo e pedi pro husboy ficar de olho no e-mail e no face, já que eu ficaria o dia todo fora. Qualquer coisa, me avisar pelo cel. O dia todo não recebi nenhuma ligação, achei que estava tudo certo. Mas vi que estava com pouco dinheiro e liguei pra pedir mais uma graninha pro meu lanchinho da tarde. Em vão. Liguei 200 mil vezes, nada, só caixa postal. Liguei pro sogro, que me retornou. Expliquei que queria saber do namo. Logo depois, ele mesmo ligou dizendo que havia um recado da pessoa que pediu as resenhas dizendo que não tinha recebido, sendo que deveria ter recebido antes das 14h conforme o combinado. O celular dele estava descarregado, por isso não ligara, o modem não estava funcionando direito, ele vira o recado só naquele momento, quase 18h. me desesperei, com fome, sem acesso, sem entregar o documento, me debulhei em lágrimas, brigamos por telefone e pessoalmente. Ao chegar em casa, vendo o recado da pessoa, descobri que eu havia mandado para e-mail errado: troquei uma única letra e tudo foi pro espaço, o suficiente pra brigarmos e nos enraivecermos. Com motivo, é claro, mas não precisava tanto. Fiquei com raiva por ele não ter carregado o celular, não achou o carregador. Tive uma crise nervosa, chorando até soluçar. Ontem de manhã foram os alunos que me estressaram, mas isso é sempre =/.

Hoje me deparo com notícias sobre a Jornada Mundial da Juventude e a marcha das vadias. Na verdade, ontem vi uma foto polêmica de um casal participando da marcha das vadias. Nus, quebraram a imagem de uma santa de parece que usaram um crucifixo e a própria imagem como "consolo", nas partes íntimas. E da parte da JMJ, teve um peregrino que cuspiu na cara de uma manifestante. E distribuíram fetos em miniatura. Bom, parece que tônica do negócio foi chocar mesmo, aí deu certo. Primeiro que eu não entendo a exposição dos corpos na marcha das vadias. Parece que a liberdade sexual é a maior bandeira. Particularmente não participaria da marcha. E por outro lado distribuir fetos é chocante também. Eu mesma vi um feto de verdade, no laboratório da escola onde estudei, era um mini ser-humano morto, totalmente branco feito uma parede. Concordo que não seja um ser humano completo, que um estupro é um horror, etc etc, mas... cara, não sei, estou grávida. O feto não é parte do corpo da mulher, ainda que dependa da vida dela para ter a própria. tanto é que a partir do 5º mês ele até já pode nascer, com riscos, é claro, mas tem chances de sobrevivência. Por isso querem legalizar o aborto para até o terceiro mês de gestação, se não me engano. Mesmo assim, sou contra. 

Assuntos pesados e polêmicos à parte, ontem recebi duas visitas especias, minha irmã e minha tia vieram de São paulo e Rio, respectivamente, para me visitar, junto com meu sobrinho. As famílias se juntaram, foi muito bom, trocamos notícias e presentes. A vida vale a pena. :)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A fase do não

Lídia tem me dito muito não ultimamente. E haja paciência para lidar com isso! Uma mulher que trabalha, tem casa, marido e uma filhinha pequena realmente tem problemas com ser paciente. Tudo que envolve ser uma boa mãe fica ameaçado quando não se pode dedicar-se à criança integralmente. E toda mãe tem, de dois, um dos sonhos: poder dedicar-se integralmente ao seu rebento ou sair para trabalhar sem sentir-se culpada. O primeiro ainda é possível de conseguir para algumas afortunadas; já o segundo... Bem vinda ao mundo da maternidade!

Bom, os nãos da Lídia só não são mais problemáticos porque sua alegria impera e nos contagia. Ainda bem que já estou de "férias" (duas semaninhas de julho) e posso acompanhar melhor a pequena com toda sua cantoria, obra da escolinha e dos videos da galinha pintadinha. Além da galinácea, no menu temos Peppa Pig, O show da Luna, Mundo Disney e por aí vai. Na festa da família na escolinha, a professora bem que tentou fazer os pequenos falarem os ver…

Personas

O top virou peça de dormir. O shortinho de academia, bem, uso em casa mesmo. A disposição pra levantar de manhã cedo e ir caminhar depois de colocar a filhotinha na van se foi, preciso dormir mais, obra do cansaço. Qualquer roupa tá bom. Me arrumar? Quando dá. Se der, deu, se não der, paciência.

Em pleno dia do rock, o dia foi pauleira mesmo. Muita prova de recuperação, aluno enchendo por causa de pontos, ter que manter a todo custo o aluno em sala de aula fazendo alguma coisa, ufs! Conselho de classe e entrega de notas foram pra agosto, thanks God! Mas o dia deixou suas marcas. Uma forte dor de cabeça me tomou desde cedo, tomei um remédio - sim, automediquei-me - e passou, mas me deixou um tanto ligada o comprimido marrom que contém cafeína.

Não tenho tempo para mim, mas tento. Estou fazendo um curso online de musicoterapia e a música é minha melhor terapia. canto mal, mas espanta mesmo os males! Não é fácil conciliar todas as personas: mulher, mãe, professora, esposa, dona de casa,…

Primeira postagem 2016

Nem me dei conta de que hoje foi sábado. Os dias aqui, para mim, passam como se fosse uma coisa só: todo dia, "nada" pra fazer - ócio criativo, talvez, apesar de que não tenho criado nada. Mas tenho visto e lido de um tudo: muitos filmes (Império, Transcendence, Mad Max, etc) e alguns livros (Conto de Natal, de Charles Dickens e sobretudo a Bíblia). Ganhei a Bíblia da Mulher e tenho me alimentado bem dela.
esqueci de pegar foto no face
Viajar pra casa dos pais é voltar ao passado infantil. É bom e mau ao mesmo tempo, nos deparamos sempre com algumas mágoas, algumas falhas, alguns concertos. Certas relações a gente não entende porque é do outro; briga, chora, grita, se enraivece e, por fim - maturidade! - aceita e toca o barco.
Tem chovido bem em Sampa. Hoje a água caiu mesmo. Minha mãe e irmã viajaram pra Goiás. E eu cá estou com a minha moreninha, esperando a boa vontade do governo estadual pra voltar pra Bh. Na verdade faremos uma ponte Viçosa-BH. É bom viajar a sós, só co…