terça-feira, 28 de junho de 2016

Furia de uma farsa

essa musica me descreve atualmente, sobretudo nos primeiros versos. 

Sabe quando voce toma uma decisao interna tao assustadora que voce nao tem coragem de dizer em voz alta nem pra si mesmo? Entao, me ocorreu uma dessas hoje. Todos os professores de ingles com quem tenho algum contato ja foram pro exterior, estao atualizados, e eu aqui, me sentindo uma farsa como teacher. Sinto que meu ingles ta indo pro buraco, sempre estou cansada, sem animo nenhum pra entrar em chats com estrangeiros ou estudar mesmo. Sem animo pra aturar aqueles alunos em sua maioria desinteressados, vomitando suas ideologias de liberdade barata, de escolas e lugares livres de sistemas, sexo livre, drogas livres e blablabla... desisti do ingles. Foi essa a decisao mais inesperada e drastica da minha vida... nao sei se decide parar de ensinar, de falar, de ser professora de, de escrever em, com cereza nao de ouvir musicas em. E como falam comigo as musicas, incrivel como em momentos assim as musicas falam o que eu gostaria de dizer e estou dizendo, porem de forma muito melhor que eu. Nao sei de mais nada.

To cansada de guardar esse passaporte imbecilmente conservado por cinco inuteis anos, de sonhar com uma viagem que talvez nunca chegue, de alimentar esperancas de conhecer partes do mundo, de nao ter dinheiro no fim do mes e obviamente nao poder poupar nenhum, cansada de me sentir uma farsa de mim mesma. 

Uma farsa. Uma farsa porque nao fiz de mim o que gostaria ainda nao estou fazendo, uma farsa que chega a uma altura da vida em que deveria ter mais certeza mas nao tem, deveria ler mais a biblia mas nao le, deveria ter mais fe mas nao tem... cansada tambem da sociedade que vende sonhos e os poda ao mesmo tempo, que zomba da sua fe, que acha que virgindade e coisa do passado, que pensa que jesus foi so um grande homem, que Deus nao existe. Vontade de rir na cara de todo mundo, gritar, chorar. So chorei mesmo. 

Uma farsa covarde eu sou. Uma aspirante a mim mesma. Um arremedo do que eu gostaria de ser. Mas eu sei la o que eu gostaria de ser, ou quem, ou onde? God bless me!

Vaidade das vaidades, ja dizia o Pregador. Tudo e vaidade!!

(perdao pelos erros na pontuacao o teclado esta ruim). 

Nenhum comentário: