Pular para o conteúdo principal

um pouco de revolta

Ninguem realmente sabe quantas lágrimas hay derramado sobre a terra ate que haja ouvido November Rain as 23:54 de uma terça feira sã, não insana. E ai vc se lembra de todos os filmes tristes que viu, de como vc se identificava com todos os personagens tristes, nem sempre protagonistas, ... meu Deus, tantas lágrimas, tanta dor...a gente vive "just trying to kill the pain". E parece que ninguém tá nem aí, mas ninguém ta nem ai mesmo, porque a dor é sua, é só sua, mas sua alegria pode ser invejada e tomada, porém sua dor ninguém quer compartilhar...
tome uma coca à meia noite, ou as 23:57 dessa terça nada insana. Porque na dor vc ve tudo muito mais claramente...e as pessoas normais acham que vc é doente e precisa de tratamento psicanalítico, precisa de psicotropicos, precisa de ... vc só precisa do que Jesus ordenou a todos: amar. Amar na plena certeza da palavra, amar sem pisar em ovos, sem ter medo da reação de fuga do outro.
mas falar disso me cansa, me cansa tanto, como se eu já tivesse 80 anos de idade e vasta experiência...a vida é tão pesada que dói, cansa, cansa levantar da cama e pensar o que se tem que fazer no dia, dói olhar e ver os outros vivendo e não ver a dor deles, porque na dor ou na alegria vc só consegue ver a si mesmo e somos todos assim, egocêntricos por natureza.
tome mais uma coca as 00:01 dessa terça sã, completamente. E ouça todas as músicas do Guns, chore por conversar com sua tia no msn, chore porque depois da graduação vc vai ter que sustentar sua família e não poderá ter sua própria até que tudo esteja ajeitado e vc passando dos 40, cansada, cansada demais pra qualquer fuga e pra qualquer começo...chore porque vc não tem pra onde fugir, porque vc já não tem a mão que um dia te afagou, a boca que um dia te beijou que agora pode ate escarrar em vc e pouco se lixa pra sua dor...pq vc tbm não se lixa pra dor alheia, só consegue ver a sua nesse seu mundico de merda...vc não consegue "open your mind" pq fica preso em si e não olha pro outro...chore pq vc vai lecionar de um jeito inovador no começo, cheia de ideias e iniciativa, mas logo vai se acomodar à merda do sistema e vai ser uma merda de professora que não faz diferença nenhuma na escola publica, privada ou universidade, nem na vida de seus alunos, guinea pigs, poor guinea pigs. Chore porque a força do sistema humano, a máquina social vai te tornar parte dela, uma mákina. Chore pela sua morte. Sim, porque se vc não se trair e lutar ate o fim por seus ideais e ideias, vai acabar com a boca cheia de formiga. Cale-se diante da corrupção dos politicos e de quem fura a fila do RU; cale-se diante do choro do seu sobrinho enquanto ele espera a mamadeira e diante da criança eskelética num dos paises africanos cuja mamadeira nunca chegará; cale-se diante dos seus gatos mortos pelo vizinho e diante dos arpões dos caçadores de baleias e focas; e continue chorando pelos bixos presos, mortos de mil maneiras cruéis quando passar o globo reporter. Cruze os braços para viver mais. Conforme-se com o mundo porque é assim. Todo dia é assim. Morra agora por querer fazer alguma coisa, por ter ideias, por não querer só o próprio conforto. Morra de frio por ter doado seu edredon pro mendigo que dorme na sua porta.
Continue no seu choro inutil e viva mais. Não faça nada e viva mais. Não queira mudar o mundo. Não queira que os da classe popular, de onde vc veio e tenta esconder, tenham oportunidade de fazer o prodigio que vc fez: entrar numa universidade federal. Não queira que eles se conscientizem de sua própria situação, não estimule o pensamento deles, porque tem que ter gente pra limpar o departamento, se eles quiserem estudar, quem vai limpar o departamento? quem vai limpar o departamento?? é conveniente que se tenha a classe popular, alienados em seu mundo, mundo rico, cheia das artimanhas e artes, mas que precisa acordar para quem os devora...e todos os devoramos e eles se devoram.

Não faça boicotes, deixe tudo como está. deixe que o MEC finja que avalia seu curso com o ENADE e finja que vc sabe do que se trata essa prova e faça-a, faça-a sem saber das implicações aparentemente benéficas para o curso. Não participe de centro academico, forme-se com uma graduação mediocre para conseguir um emprego visando seu proprio bem-estar, porque vc eh um bom exemplar de ser humano. Não queira saber o que se pode fazer pra melhorar nada, só queira saber o que fazer pra ganhar dinheiro. Vá para os EUA só pra ter status e dê aulas de ingles mal e porcamente, só pq vc tem passagem pelo exterior. Não se revolte nunca, nem por blog...não se divulgue, não de a cara, só se for pra posar nua na playboy ou nu na G magazine...pra aparecer no BBB, pra dizer que é cantor, ator, dançarino, músico e o diabo. Faça funk, faça sucesso. Ponha seus filhos na frente da televisão pra ver bonde do leão, kelly kika, bobeira e bobão...incentive-os a aparecer sem terem formação alguma, sem ter nada pra mostrar. É assim que é. Não assista "À espera de um milagre", pois tem lição de vida e vc, como bom ser humano que é, vai chorar suas pitangas e vai ter ideias. Escreva tudu herrado, num tem pobrema, fali anssim tabém...seja mediocre e conforme-se com sua vida.
Tome outra coca. Amor? não ligue pra isso. Odeie os seres humanos pq, como bom ser humano que vc eh, inveja os outros de sua especie a ponto de poder matá-los. Seja homofobico, heterofóbico. faça-se de vitima. Conforme-se. Controle-se.
Amor de verdade? toma outra coca que passa, fume um, cheire um, sem problema. Seja um universitário babaca, aparentemente envolvido, ande por ai de bg e depois vista o terninho do papai e sente na cadeirinha q ele te der no escritorio dele quando vc se formar. Chore. Chore muito mesmo pq o ser humano é isso ai que vc vê. Todos os dias.
Eu to chorando porque, como exemplar de merda de ser humano que sou, só reflito e olhos pras minhas dores. Minhas dores emocionais e físicas. Como se eu ja tivesse percorrido toda minha green mile, como se eu já tivesse meus cem anos, sim, meus cem anos de solidão.

Comentários

Amanda... disse…
Fantástico!! Um dos melhores textos que vc já escreveu...
Acho que a dor que vc sente, te faz uma pessoa melhor...(não que isso te ajude né, mas...hehe)
Rebeca disse…
valeu..tem dia q eu revolto, e é nessas horas que to mais lúcida..

Postagens mais visitadas deste blog

A fase do não

Lídia tem me dito muito não ultimamente. E haja paciência para lidar com isso! Uma mulher que trabalha, tem casa, marido e uma filhinha pequena realmente tem problemas com ser paciente. Tudo que envolve ser uma boa mãe fica ameaçado quando não se pode dedicar-se à criança integralmente. E toda mãe tem, de dois, um dos sonhos: poder dedicar-se integralmente ao seu rebento ou sair para trabalhar sem sentir-se culpada. O primeiro ainda é possível de conseguir para algumas afortunadas; já o segundo... Bem vinda ao mundo da maternidade!

Bom, os nãos da Lídia só não são mais problemáticos porque sua alegria impera e nos contagia. Ainda bem que já estou de "férias" (duas semaninhas de julho) e posso acompanhar melhor a pequena com toda sua cantoria, obra da escolinha e dos videos da galinha pintadinha. Além da galinácea, no menu temos Peppa Pig, O show da Luna, Mundo Disney e por aí vai. Na festa da família na escolinha, a professora bem que tentou fazer os pequenos falarem os ver…

Personas

O top virou peça de dormir. O shortinho de academia, bem, uso em casa mesmo. A disposição pra levantar de manhã cedo e ir caminhar depois de colocar a filhotinha na van se foi, preciso dormir mais, obra do cansaço. Qualquer roupa tá bom. Me arrumar? Quando dá. Se der, deu, se não der, paciência.

Em pleno dia do rock, o dia foi pauleira mesmo. Muita prova de recuperação, aluno enchendo por causa de pontos, ter que manter a todo custo o aluno em sala de aula fazendo alguma coisa, ufs! Conselho de classe e entrega de notas foram pra agosto, thanks God! Mas o dia deixou suas marcas. Uma forte dor de cabeça me tomou desde cedo, tomei um remédio - sim, automediquei-me - e passou, mas me deixou um tanto ligada o comprimido marrom que contém cafeína.

Não tenho tempo para mim, mas tento. Estou fazendo um curso online de musicoterapia e a música é minha melhor terapia. canto mal, mas espanta mesmo os males! Não é fácil conciliar todas as personas: mulher, mãe, professora, esposa, dona de casa,…

Primeira postagem 2016

Nem me dei conta de que hoje foi sábado. Os dias aqui, para mim, passam como se fosse uma coisa só: todo dia, "nada" pra fazer - ócio criativo, talvez, apesar de que não tenho criado nada. Mas tenho visto e lido de um tudo: muitos filmes (Império, Transcendence, Mad Max, etc) e alguns livros (Conto de Natal, de Charles Dickens e sobretudo a Bíblia). Ganhei a Bíblia da Mulher e tenho me alimentado bem dela.
esqueci de pegar foto no face
Viajar pra casa dos pais é voltar ao passado infantil. É bom e mau ao mesmo tempo, nos deparamos sempre com algumas mágoas, algumas falhas, alguns concertos. Certas relações a gente não entende porque é do outro; briga, chora, grita, se enraivece e, por fim - maturidade! - aceita e toca o barco.
Tem chovido bem em Sampa. Hoje a água caiu mesmo. Minha mãe e irmã viajaram pra Goiás. E eu cá estou com a minha moreninha, esperando a boa vontade do governo estadual pra voltar pra Bh. Na verdade faremos uma ponte Viçosa-BH. É bom viajar a sós, só co…